Imprensa

Notícias

Notícias de 2013

Notícias de 2012

Notícias de 2011

Notícias de 2010

Notícias sobre o Haiti

Notícias de 2009

Notícias de 2008

Notícias de 2007

Concurso Adobe Youth Voices Aspire Awards UNICEF Challenge

Concurso infanto-juvenil de vídeos de um minuto

Materiais para radialistas

Dia Internacional da Criança no Rádio e na TV

Discursos do Representante do UNICEF no Brasil

Artigos

Outros discursos

Expresso 227

Contatos

 

Educação integral: Crer e fazer é o mote da 10ª edição do Prêmio Itaú-Unicef, que será lançado hoje, em São Paulo

Programa realizado pela Fundação Itaú Social e pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) está com inscrições abertas até 31 de maio

ONGs de todo o País podem participar

 

São Paulo, 2 de abril de 2013 – A Fundação Itaú Social e o UNICEF lançam hoje, em São Paulo, a 10ª edição do Prêmio Itaú-Unicef. Criado em 1995, com coordenação técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec), o prêmio é pioneiro ao estimular experiências de educação integral no Brasil.

O objetivo da iniciativa é reconhecer e incentivar o trabalho de organizações sem fins lucrativos que contribuam, em articulação com políticas públicas de educação e assistência social, para ampliar a aprendizagem de crianças, adolescentes e jovens. Educação integral: Crer e fazer é o tema desta edição, que estimula, além da reflexão, a prática de ações educativas inovadoras que transformaram a vida das comunidades.

As crianças, os adolescentes e os jovens precisam de programas e políticas educacionais cada vez mais abrangentes para que tenham acesso a uma formação plena e de qualidade no Brasil, de acordo com o vice-presidente da Fundação, Antonio Matias. "O tema educação integral se fortalece cada vez mais na agenda social e política brasileira. Pioneiro na indução de ações socioeducativas que vão além do currículo tradicional e envolvem diversos saberes e setores da comunidade, o Prêmio dá visibilidade a projetos que podem ser exemplos de boas práticas", afirma.

"Nós, do UNICEF, temos certeza de que o Prêmio Itaú-UNICEF é um importante reconhecimento do trabalho realizado por muitas ONGs no Brasil que contribuem de forma efetiva para as políticas públicas de Educação Integral que os governos estão atualmente realizando ou fortalecendo", afirma Gary Stahl, representante do UNICEF no Brasil.

"As experiências do Prêmio Itaú-Unicef apontam caminhos para a oferta de uma educação de qualidade que promove a equidade e favorece o desenvolvimento integral das crianças e adolescentes, principalmente os que vivem em contextos mais vulneráveis, seja nos rincões do Brasil ou nas grandes metrópoles", afirma Anna Helena Altenfelder, superintendente do Cenpec.

Inscrições e seleção – As inscrições iniciam-se hoje e vão até o próximo dia 31 de maio. A avaliação dos projetos será realizada por região, em oito polos: São Paulo (Região Metropolitana e litoral do Estado de São Paulo), Bauru (interior do Estado de São Paulo), Belo Horizonte (Minas Gerais), Goiânia (Região Centro-Oeste), Belém (Região Norte), Porto Alegre (Região Sul), Salvador (Região Nordeste) e Rio de Janeiro (Estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo).

Cada ONG pode inscrever um ou mais projetos de ações socioeducativas com crianças, adolescentes e jovens, de 6 a 18 anos, em condições de vulnerabilidade socioeconômica. A ficha de inscrição contém perguntas sobre a gestão política, financeira e técnica das instituições, além das questões específicas sobre os projetos. A análise das respostas será fundamentada num conjunto de indicadores que possibilita avaliar as ações oferecidas.

O processo seletivo dos projetos inscritos será dividido em seis etapas. A primeira vai verificar a estrita compatibilidade das organizações e seus respectivos projetos com o regulamento do prêmio. Em seguida, as ONGs serão agrupadas regionalmente e por porte financeiro: micro, pequeno, médio e grande. Essa divisão em categorias possibilita uma avaliação mais equânime.

Na fase seguinte, será efetuada uma seleção regionalizada de até 160 projetos semifinalistas em todo o País, até 20 por regional (cinco de cada porte).

Na próxima etapa, a ser realizada em outubro, após reavaliação de profissionais dos comitês técnicos regionais, serão indicados até 32 projetos finalistas, um de cada porte por regional. Esses finalistas, após receber visita técnica e ser ratificados, serão considerados vencedores regionais e cada um receberá R$ 25 mil.

Na etapa final, as organizações responsáveis pelos quatro projetos vencedores nacionais receberão mais R$ 100 mil cada. Haverá ainda um grande vencedor, cujo valor do prêmio será de R$ 225 mil. A premiação nacional será realizada em novembro.

Formação de educadores – O processo de premiação do Prêmio Itaú-Unicef é feito nos anos ímpares. Nos pares, são realizados encontros presenciais e seminários para que as organizações participantes do prêmio ampliem o debate sobre educação integral, socializem as práticas que empregam com seus respectivos públicos e formem redes sociais. A novidade desta edição é que as ONGs classificadas já começam a formação em agosto, em temas definidos a partir dos projetos inscritos.

A essa formação presencial somam-se os cursos a distância, dos quais participam especialistas, agentes públicos, educadores e gestores de projetos envolvidos com as questões da educação integral e inclusão social de crianças e adolescentes.

Sobre a Fundação Itaú Social – A Fundação Itaú Social tem como objetivo central formular, implantar e disseminar metodologias voltadas à melhoria de políticas públicas na área educacional e à avaliação de projetos sociais. Sua atuação se dá em todo o território brasileiro, em parceria com as três esferas de governo, com o setor privado e com organizações da sociedade civil.
As propostas desenvolvidas e apoiadas têm como foco a gestão educacional, a educação integral, a mobilização social e a disseminação da cultura de avaliação econômica de projetos sociais.

Sobre o UNICEF – A missão do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) é mobilizar governos, iniciativa privada, sociedade civil e comunidades para reduzir as iniquidades sociais e assegurar a cada menina e menino no Brasil o direito a sobreviver e se desenvolver, aprender, proteger-se do HIV/aids, crescer sem violência, ser adolescente e ser prioridade absoluta nas políticas públicas. O UNICEF foi criado em 1946 e está presente em 191 países. No Brasil, começou suas atividades em 1950.

Sobre o Cenpec – Organização da sociedade civil, sem fins lucrativos, criada em 1987. Sua finalidade é desenvolver ações voltadas à melhoria da qualidade da educação pública e à participação no aprimoramento da política social. As ações do Cenpec têm como foco a escola pública, os espaços educativos de caráter público e as políticas e iniciativas destinadas à inclusão social.

Serviço
Inscrições na 10ª Edição do Prêmio Itaú-Unicef
De 2 de abril a 31 de maio de 2013
O regulamento e a ficha de inscrição estão disponíveis nas agências do Banco Itaú, nos escritórios do UNICEF e no site www.premioitauunicef.org.br.

Lançamentos regionais:
Belém, dia 9 de abril.
Rio de Janeiro, dia 11 de abril.
Salvador, dia 16 de abril.
Belo Horizonte, dia 18 de abril.
Porto Alegre, dia 23 de abril.
Bauru, dia 25 de abril.
Goiânia, dia 29 de abril.

Informações para a imprensa
Assessoria de Imprensa da Fundação Itaú Social
Conteúdo Comunicação
Telefone: (11) 5056 9800
Claudio Sá
E-mail: claudio.sa@conteudonet.com
Rose Silva
E-mail: rose.silva@conteudonet.com
Telefone: (11) 99230 0689
Rafaela Rosas
E-mail: rafaela.rosas@conteudonet.com
Telefone: (11) 98177 6659
Michelle Barreto
E-mail: michelle.barreto@conteudonet.com
Telefone: (11) 99411 1444

Assessoria de Comunicação do UNICEF

 

 
unite for children