Imprensa

Notícias

Notícias de 2013

Notícias de 2012

Notícias de 2011

Notícias de 2010

Notícias sobre o Haiti

Notícias de 2009

Notícias de 2008

Notícias de 2007

Concurso Adobe Youth Voices Aspire Awards UNICEF Challenge

Concurso infanto-juvenil de vídeos de um minuto

Materiais para radialistas

Dia Internacional da Criança no Rádio e na TV

Discursos do Representante do UNICEF no Brasil

Artigos

Outros discursos

Expresso 227

Contatos

 

Jovens ticunas de Benjamin Constant (AM) participam de programa ao vivo de rádio e apresentam produção própria

Grupo formado por 42 jovens ticunas e kokamas está conhecendo ferramentas de comunicação durante oficinas promovidas pelo UNICEF como parte do Programa Conjunto das Nações Unidas e Governo Brasileiro

Benjamin Constant, 27 de setembro de 2012 – Jovens ticunas de Benjamin Constant, no Amazonas, participam de programa ao vivo na Rádio Encanto do Rio, amanhã, das 17h às 18h. Além de ser entrevistados, quatorze meninos e meninas apresentarão o primeiro programa de rádio produzido por eles durante Oficinas de Comunicação com Jovens Indígenas, realizadas pelo UNICEF e parceiros.

O programa é resultado do módulo de rádio desenvolvido em parceria com a Rádio Nacional do Alto Rio Solimões, cuja sede em Tabatinga recebeu a visita de 14 jovens ticunas da comunidade de Umariaçu I e II, no município, na última sexta-feira. Na ocasião, o grupo entrevistou os profissionais da rádio, participou de programa ao vivo e apresentou o próprio programa gravado durante as Oficinas de Comunicação.

Na próxima semana, a atividade ocorre na Colônia São Sebastião, no terceiro município de alcance das oficinas, São Paulo de Olivença, na região do Alto Rio Solimões. Quatorze jovens da etnia kokama integram o grupo do município amazonense.

“O UNICEF acredita no potencial de crianças e jovens indígenas como protagonistas da defesa e promoção dos direitos humanos. E o rádio pode ser uma ferramenta de comunicação para o desenvolvimento, valorizando a cultura e disseminando os direitos dos povos indígenas, por meio da participação de crianças e jovens indígenas”, defende a coordenadora do Programa de Sobrevivência & Desenvolvimento Infantil e HIV/aids do UNICEF e responsável pelo Programa Conjunto de Segurança Alimentar e Nutricional de Mulheres e Crianças Indígenas (Pcsan) no UNICEF, Cristina Albuquerque.

As oficinas de comunicação são parte do Programa Conjunto de Segurança Alimentar e Nutricional de Mulheres e Crianças Indígenas (Pcsan), realizado, desde 2010, por cinco organismos das Nações Unidas (FAO, OIT, Opas/OMS, Pnud e UNICEF), em parceria com o Governo Brasileiro, representado pela Fundação Nacional do Índio (Funai); Ministério da Saúde (MS); Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) e Agência Brasileira de Cooperação (ABC).

As ações do Pcsan são viabilizadas por financiamento do Fundo para o Alcance dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (MDG-F), criado com recursos do Governo da Espanha. A continuidade das oficinas será assegurada pelos parceiros locais do UNICEF: prefeituras municipais de Tabatinga, Benjamin Constant e São Paulo de Olivença; Funai Alto Rio Solimões; Dsei Alto Rio Solimões; lideranças indígenas das três comunidades (Umariaçu I e II, Filadélfia e Colônia São Sebastião), Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Instituto Federal do Amazonas (IFAM), Rádio Nacional Alto Solimões, Organização Geral dos Professores Ticunas Bilíngues (OGPTB), Museu Maguta e Associação das Comunidades Indígenas Kokamas de São Paulo de Olivença (Acik/SPO).

Mais informações:
Assessoria de Comunicação do UNICEF e Pcsan
Daniela Silva
Telefone: (92) 9261 0856
E-mail: dsilva@unicef.org

 

 
unite for children