Imprensa

Notícias

Notícias de 2013

Notícias de 2012

Notícias de 2011

Notícias de 2010

Notícias sobre o Haiti

Notícias de 2009

Notícias de 2008

Notícias de 2007

Concurso Adobe Youth Voices Aspire Awards UNICEF Challenge

Concurso infanto-juvenil de vídeos de um minuto

Materiais para radialistas

Dia Internacional da Criança no Rádio e na TV

Discursos do Representante do UNICEF no Brasil

Artigos

Outros discursos

Expresso 227

Contatos

 

UNICEF e Governo do Pará realizam a Semana Estadual do Bebê

Belém, 8 de junho – O Governo do Pará e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) realizam a Semana Estadual do Bebê. A programação, que começa neste domingo (10/6), ocorrerá simultaneamente nos municípios de Altamira, Belém, Marabá, Santarém e Soure, com atividades voltadas para assegurar o direito à saúde física e mental das crianças.

A realização da Semana visa ao aprendizado em rede e a um novo olhar em relação ao bebê. O evento é destinado a crianças, adolescentes, familiares, técnicos e profissionais de saúde, educação e assistência social, gestores municipais e sociedade em geral. O objetivo principal é sensibilizar a população sobre os direitos das crianças de até 6 anos, buscando a melhoria dos indicadores sociais, como mortalidade materno-infantil e gravidez na adolescência.

O coordenador do escritório do UNICEF em Belém, Fabio Morais, disse que a expectativa, com a programação proposta – com palestras, ações sociais, cidadãs e culturais –, é de produzir impactos expressivos na vida das crianças do Pará. “A realização desses atendimentos, a difusão de informação e a construção deste evento deverão produzir uma maior conscientização e mobilização dos diferentes atores dos governos municipais para a melhoria dos indicadores sociais do Estado. O Pará ainda tem índices considerados altos de mortalidade materno-infantil e gravidez na adolescência, o que pode ser combatido com pré-natal eficaz nos municípios e informação”, ressaltou.

Segundo Fabio Morais, a Semana do Bebê é uma estratégia para mobilizar toda a sociedade paraense para o debate sobre a garantia dos direitos das crianças na primeira infância, possibilitando aos participantes o desenvolvimento de ações estratégicas que permitam articulação entre as políticas setoriais, facilitando o acesso dos usuários aos serviços. “A partir dessa semana, o Estado e os municípios poderão desenvolver outras ações e políticas públicas para oferecer ainda mais assistência à população”, reiterou.

Cidadania – Participarão da Semana Estadual do Bebê vários órgãos do governo, coordenados pelo Programa Pro Paz. Além de atendimentos na área de cidadania, como o acesso à Certidão de Nascimento e orientações de saúde, todos os dias haverá oficinas relacionadas à primeira infância, como aleitamento materno, pré-natal, violência contra crianças, direitos da gestante e do bebê. A extensa programação atenderá o público em dois turnos e também abordará a disseminação da cultura de paz nas escolas, educação ambiental e racismo na infância.

Segundo a coordenadora do Pro Paz, Izabela Jatene, as ações têm como objetivo fortalecer a rede que atua na primeira infância. A programação pretende atingir cerca de 6 mil pessoas em cada município, com ações descentralizadas em vários espaços públicos. “As palestras, oficinas e a programação cultural ocorrerão em diversos locais, possibilitando a participação de um maior número de pessoas. A ideia é ampliar o debate sobre a primeira infância, abrangendo toda a comunidade”, enfatizou Izabela Jatene.

Além das atividades, a Semana Estadual do Bebê terá uma programação cultural coordenada pelo Instituto de Artes do Pará (IAP) e Fundação Cultural do Pará Tancredo Neves. A programação oficial da Semana Estadual do Bebê começará neste domingo, 10 de junho, às 18h, simultaneamente em Belém e nos outros quatro municípios.

Sobre a Semana do Bebê – A proposta da Semana do Bebê é reunir esforços de governos e da sociedade em torno da garantia dos direitos das gestantes, mães e seus filhos. Em cada município, são realizadas parcerias para a realização de diferentes atividades: oficinas, cursos, palestras e atividades artísticas e culturais. A data da ação também fica a critério de cada município, mas a ideia é que ela se repita a cada ano. Muitos municípios, a exemplo de Canela, aprovaram Lei Municipal criando formalmente a iniciativa.

A importância da atenção à primeira infância – Os seis primeiros anos de vida são fundamentais para o desenvolvimento integral de meninas e meninos. Nessa fase da vida, a criança desenvolve grande parte do potencial cognitivo que terá quando adulto. Por isso, representa uma janela de oportunidades. A atenção integral nessa faixa etária tem impacto decisivo nos processos de aprendizagem e de construção de relações sociais, fatores que influenciarão a vida afetiva, profissional e social.

Para mais informações
Assessoria de Comunicação do UNICEF em Belém
Ida Pietricovsky Oliveira
E-mail: ipoliveira@unicef.org
Telefone: (91) 3073 5700

 

 
unite for children