Imprensa

Notícias

Notícias de 2013

Notícias de 2012

Notícias de 2011

Notícias de 2010

Notícias sobre o Haiti

Notícias de 2009

Notícias de 2008

Notícias de 2007

Concurso Adobe Youth Voices Aspire Awards UNICEF Challenge

Concurso infanto-juvenil de vídeos de um minuto

Materiais para radialistas

Dia Internacional da Criança no Rádio e na TV

Discursos do Representante do UNICEF no Brasil

Artigos

Outros discursos

Expresso 227

Contatos

 

Delegados indígenas participam de preparatória para Conferência de Segurança Alimentar e Nutricional

Durante a reunião, realizada com o apoio da ONU e do governo brasileiro, cerca de 100 delegados indígenas discutirão prioridades a ser apresentadas na IV Conferência Nacional, em Salvador, Bahia

Brasília, 4 de novembro – Delegados indígenas de todo o País se reúnem amanhã e domingo (dias 5 e 6 de novembro) para definir propostas para a melhoria da segurança alimentar nutricional dos povos indígenas e garantia do direito humano à alimentação adequada. As prioridades listadas pelos delegados serão apresentadas durante a IV Conferência Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, que será realizada de 7 a 10 de novembro, em Salvador, Bahia.

A preparatória, que prevê a participação de cerca de 100 delegados indígenas, é apoiada pelo Programa Conjunto de Segurança Alimentar e Nutricional de Mulheres e Crianças Indígenas no Alto Rio Solimões (AM) e em Dourados (MS), realizado pelas Nações Unidas e pelo Governo Brasileiro, com financiamento do Fundo Espanhol para o Alcance dos ODM (Objetivos de Desenvolvimento do Milênio).

O Programa Conjunto (PC SAN) está apoiando a organização técnica da preparatória e facilitando a participação dos delegados indígenas. A ideia é fortalecer a segurança alimentar e nutricional e garantia de direitos dos povos indígenas. O PC SAN reconhece a importância da IV Conferência Nacional, que adotou como tema a "Alimentação Adequada e Saudável: Direito de Todos".

"Reconhecemos a importância da realização de uma atividade desta natureza, inclusive, para a sustentabilidade das ações do Programa Conjunto", diz o Gerente de Saúde Familiar e Ciclo de Vida da Opas/OMS no Brasil, Luis Codina.

No evento, serão pactuadas propostas para a implementação do Plano Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional e construção do Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional. A IV Conferência é, portanto, a oportunidade para o Brasil atualizar e fortalecer diretrizes nacionais que contemplem todas e todos brasileiros.

"A participação indígena na Conferência Nacional é estratégica para fortalecer as políticas públicas de Segurança Alimentar e Nutricional e garantir direitos para os povos indígenas. O Programa Conjunto reconhece os avanços nas políticas públicas nacionais e se propõe a contribuir para passos ainda mais largos em torno da melhoria efetiva da qualidade de vida da população indígena, especialmente, de crianças e mulheres, a partir da escuta e participação dos representantes dos povos indígenas", destaca a Coordenadora do Programa de Sobrevivência & Desenvolvimento Infantil e HIV/aids do UNICEF no Brasil e Coordenadora do PC SAN, Cristina Albuquerque.

São esperados dois mil convidados durante a IV Conferência. Dois terços da delegação são formados por integrantes da sociedade civil, entre representantes indígenas, quilombolas, população negra, povos de terreiro, além de outros povos e comunidades tradicionais. Também deverão participar a presidenta da República, Dilma Rousseff, ministros, governadores, parlamentares e observadores.

Sobre o Direito Humano à Alimentação Adequada
Está previsto no art. 25º da Declaração Universal dos Direitos Humanos (DHAA), adotada pela Assembleia Geral das Nações Unidas em 1948. O mesmo direito é reafirmado no art. 11º do Pacto Internacional dos Direitos Econômicos, Sociais e Culturais (PIDESC). DHAA é indivisivelmente ligado à dignidade, inerente à pessoa humana e é indispensável para a realização de outros Direitos Humanos consagrados na Carta de Direitos Humanos.

Artigo 25 do DHAA
"Toda pessoa tem direito a um padrão de vida capaz de assegurar a si e a sua família saúde e bem-estar, inclusive alimentação, vestuário, habitação, cuidados médicos e os serviços sociais indispensáveis, e direito à segurança em caso de desemprego, doença, invalidez, viuvez, velhice ou outros casos de perda dos meios de subsistência em circunstâncias fora de seu controle".

Também está contemplado no art. 6º da Constituição Federal (1988)
"São direitos sociais a educação, a saúde, a alimentação, o trabalho, a moradia, o lazer, a segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à infância, a assistência aos desamparados".

Sobre o Programa Conjunto
As Nações Unidas em parceria com o Governo Brasileiro estão executando o Programa Conjunto de Segurança Alimentar e Nutricional de Mulheres e Crianças Indígenas no Alto Rio Solimões (AM) e em Dourados (MS), com o propósito de garantir os direitos à saúde e à alimentação saudável para a população indígena das duas regiões prioritárias.

É realizado, desde o ano passado, por cinco agências da ONU (FAO, OIT, Opas/OMS, PNUD e UNICEF), em parceria com o Governo Brasileiro, representado pela Fundação Nacional do Índio (Funai); Ministério da Saúde (MS); Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) e Agência Brasileira de Cooperação (ABC).

O projeto é financiado pelo Fundo Espanhol para o Alcance dos ODM (Objetivos de Desenvolvimento do Milênio), além de contar com parcerias de instituições públicas locais, universidades, entidades da sociedade civil, lideranças e organizações indígenas envolvidas na implementação das ações.

O Programa Conjunto é uma das ações em curso no País com o propósito de contribuir com os avanços brasileiros em torno dos ODM, especialmente, os referentes à redução da fome e das taxas de mortalidade infantil. Em uma dimensão mais ampla, o projeto contribui para o aumento de poder dos povos indígenas com relação à Declaração dos Direitos dos Povos Indígenas e à Convenção n°169 da OIT.

Serviço
Encontro Preparatório de Delegados Indígenas
Local: Hotel Fiesta – Av. Antonio Carlos Magalhães, 711, Pituba – Salvador, Bahia
Horário: 8h às 18h30

Mais informações:
Daniela Silva
Assessora de Comunicação do Programa Conjunto de Segurança Alimentar e Nutricional de Mulheres e Crianças Indígenas
Telefones: (92) 3632 1829; (92) 3642 8016; e (92) 9261 0856
E-mail: dsilva@unicef.org

 

 
unite for children