Imprensa

Notícias

Notícias de 2013

Notícias de 2012

Notícias de 2011

Notícias de 2010

Notícias sobre o Haiti

Notícias de 2009

Notícias de 2008

Notícias de 2007

Concurso Adobe Youth Voices Aspire Awards UNICEF Challenge

Concurso infanto-juvenil de vídeos de um minuto

Materiais para radialistas

Dia Internacional da Criança no Rádio e na TV

Discursos do Representante do UNICEF no Brasil

Artigos

Outros discursos

Expresso 227

Contatos

 

Mensagem do Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, sobre o Dia Mundial do Meio Ambiente

Nova Iorque/Rio de Janeiro, 5 de junho – Quase 20 anos depois da Cúpula da Terra de 1992, o mundo está mais uma vez a caminho do Rio – lugar da Conferência da ONU sobre Desenvolvimento Sustentável, em junho de 2012. Houve mudanças nas últimas décadas, geopolítica e ambientalmente. Centenas de milhares de pessoas na Ásia e na América Latina – e, cada vez mais, na África – saíram da pobreza. No entanto, as mudanças profundas e irreversíveis das capacidades do planeta de sustentar nosso progresso são cada vez mais evidentes.

O rápido crescimento econômico veio com custos que raramente são mencionados na contabilidade nacional. Eles vão desde poluição da água e da atmosfera à degradação do setor da pesca e das florestas, tudo que causa impacto na prosperidade e no bem-estar humano. Neste ano, o tema do Dia Mundial do Meio Ambiente, “Florestas: a Natureza a seu Serviço”, enfatiza o valor multimilionário desse e de outros ecossistemas para a sociedade – especialmente das sociedades mais pobres.

Apesar do aumento da conscientização sobre os perigos do declínio ambiental – incluindo a mudança climática, a perda da biodiversidade e a desertificação –, o progresso desde a Cúpula da Terra tem sido muito lento. Não construiremos um mundo mais justo e equitativo se não dermos o mesmo peso aos três pilares do desenvolvimento sustentável: social, econômico e ambiental. Para reduzir a pobreza de maneira sustentável, garantir segurança alimentar e de nutrição e oferecer empregos decentes para as crescentes populações, devemos fazer um uso mais inteligente de nosso capital natural.

A Índia, anfitriã global do Dia Mundial do Meio Ambiente de 2011, está entre o crescente número de países que têm trabalhado para atender às pressões das mudanças ecológicas. Também está ajudando a criar uma avaliação melhor dos valores econômicos dos serviços baseados na natureza, com o apoio do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente e do Banco Mundial. A Lei de Emprego Rural da Índia e o incentivo do país nas energias renováveis são exemplos importantes de como dimensionar o crescimento verde e acelerar a transição para uma economia verde.

Nenhum dia pode transformar isoladamente o desenvolvimento num caminho sustentável. Mas, a caminho da Rio+20, este Dia Mundial do Meio Ambiente pode enviar uma forte mensagem de que aqueles que possuem influência no governo e no setor privado podem – e devem – tomar as medidas necessárias para completar a promessa da Cúpula da Terra. O público global está atento, e não espera nada menos do que isso.

 

 
unite for children