Imprensa

Notícias

Notícias de 2013

Notícias de 2012

Notícias de 2011

Notícias de 2010

Notícias sobre o Haiti

Notícias de 2009

Notícias de 2008

Notícias de 2007

Concurso Adobe Youth Voices Aspire Awards UNICEF Challenge

Concurso infanto-juvenil de vídeos de um minuto

Materiais para radialistas

Dia Internacional da Criança no Rádio e na TV

Discursos do Representante do UNICEF no Brasil

Artigos

Outros discursos

Expresso 227

Contatos

 

UNICEF reúne 200 adolescentes em encontro sobre o legado social dos megaeventos esportivos

Abertura do seminário ocorreu na manhã desta quarta-feira (6/4) no Sesc Tijuca, na cidade do Rio de Janeiro

Rio de Janeiro, 6 de abril – Num clima de muita descontração e alegria, teve início na manhã desta quarta-feira o "Encontro dos Adolescentes pelo Direito ao Esporte Seguro e Inclusivo", que está sendo realizado hoje e amanhã no Sesc Tijuca (Rio de Janeiro). A abertura do evento contou com a presença de 200 adolescentes vindos de algumas das cidades-sede da Copa em 2014 e de comunidades do Rio de Janeiro, como Cidade de Deus e Morro do Alemão. Durante todo o dia de hoje, os adolescentes vão praticar atividades como futebol, vôlei, tênis e dança. Meninas e meninos também vão discutir temas relacionados ao direito ao esporte e à participação dos adolescentes nos preparativos da Copa do Mundo e das Olimpíadas e Paraolimpíadas, bem como o legado social desses jogos e o que esperam dos megaeventos esportivos que serão realizados no Brasil em 2014 e 2016.

A coordenadora do programa de Proteção dos Direitos da Criança e do Adolescente do UNICEF no Brasil, Casimira Benge, ressaltou a importância do adolescente nesse debate. "É importante que os adolescentes usem sua criatividade e sabedoria para garantir que o legado social da Copa do Mundo e dos Jogos Olímpicos contribua com os direitos da infância e da adolescência", afirmou Casimira. Como consequência do encontro, ela espera ver, em 2016, "os adolescentes e jovens olhando para trás e pensando: com a minha ajuda todos esses eventos foram um sucesso".

No encerramento do encontro, amanhã, que terá a presença de Daniela Mercury, Embaixadora do UNICEF no Brasil, os adolescentes entregarão uma proposta para a construção do legado social desses megaeventos, que ajude a promover a inclusão social e a garantia dos direitos da criança e do adolescente brasileiros.

O "Encontro dos Adolescentes pelo Direito ao Esporte Seguro e Inclusivo" é uma iniciativa do UNICEF e conta com a parceria do Ministério do Esporte, da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, do Sesc Rio, Centro de Promoção da Saúde (Cedaps), do Instituto Esporte & Educação (IEE) e do Instituto Internacional para o Desenvolvimento da Cidadania (Iidac).

Informações para a imprensa:
Márcia Vilella
Telefone: (21) 2284 2475 ou 8158 9692
E-mail: marcia@target.inf.br
Letícia Reitberger
Telefone: (21) 2234 9621 ou 8158 9715
E-mail: leticia@target.inf.br
Marcela Prior
Telefone: (21) 21 2234 9621 ou 8158 9611
E-mail: marcela@target.inf.br
Pedro Ivo Alcantara
Telefone: (61) 8166 1638

 

 

 

 

Saiba mais sobre a logomarca Direito ao Esporte Seguro e Inclusivo

Sintetizar, por meio de formas e cores, o conceito da garantia do direito ao esporte seguro e inclusivo. O resultado desse trabalho realizado pelo escritório de design carioca Evolutiva Estúdio, em parceria com o UNICEF, é a logomarca que já pode ser conferida nos materiais do Encontro dos Adolescentes pelo Direito ao Esporte Seguro e Inclusivo.

A Evolutiva trabalhou com a ideia da prática esportiva de forma divertida, alegre e colorida. As linhas da marca remetem ao movimento dinâmico do esporte. Além disso, a imagem apresenta o esporte seguro e inclusivo como um direito de cada criança e de cada adolescente. Foram esses elementos que serviram de base para o processo criativo.

"A marca não destaca uma modalidade esportiva específica, fizemos uma menção aos aros olímpicos - como elemento esportivo universal - simbolizando a união e a diversidade. Na nossa marca, os aros também viram uma brincadeira em movimento que contagia, promovendo a sociabilização, a capacitação, a interação e o espírito de equipe. E, no meio de tudo, temos o coração, que pulsa forte e acelera, e se alegra em ver que os esforços em conjunto sempre valem mais a pena", diz Chris Lima, sócia da Evolutiva Estúdio.
unite for children