Imprensa

Notícias

Notícias de 2013

Notícias de 2012

Notícias de 2011

Notícias de 2010

Notícias sobre o Haiti

Notícias de 2009

Notícias de 2008

Notícias de 2007

Concurso Adobe Youth Voices Aspire Awards UNICEF Challenge

Concurso infanto-juvenil de vídeos de um minuto

Materiais para radialistas

Dia Internacional da Criança no Rádio e na TV

Discursos do Representante do UNICEF no Brasil

Artigos

Outros discursos

Expresso 227

Contatos

 

Quase 50% das crianças de até 6 anos de idade não têm acesso à creche ou à pré-escola no Maranhão

Nota da Assessoria de Comunicação da Plan Brasil

O Estado tem ainda a segunda maior taxa de mortalidade infantil no País. Além disso, as famílias das 907 mil crianças menores de 6 anos sobrevivem com uma renda de até um salário mínimo/mês.

São Luís, 16 de novembro – "Direitos da Primeira Infância: Uma Conquista" é o tema do I Encontro Temático da Primeira Infância no Maranhão, que será realizado nos próximos dias 17 e 18 de novembro, no auditório da Procuradoria Geral de Justiça, na capital maranhense, reunindo ONGs, profissionais de saúde, promotores de Justiça, educadores infantis, entre outros, na discussão dos rumos da Primeira Infância no Estado.

Os indicadores sociais são os piores possíveis quando relacionados à primeira infância no Maranhão. São 907 mil crianças de até 6 anos de idade no Estado e uma taxa de mortalidade de 39,2 por mil nascidos vivos. Ou seja, o Maranhão tem a segunda maior taxa de mortalidade do País. Das famílias com crianças nessa faixa etária, 85% vivem com rendimento mensal de até um salário mínimo.

Os dados do IBGE e do Conselho Estadual de Educação mostram ainda que apenas 48,8% das crianças nessa faixa etária estão matriculadas em alguma creche ou pré-escola. São 1.056 creches e 8.894 pré-escolas distribuídas nos 217 municípios maranhenses. Segundo a psicóloga e assessora de Primeira Infância da Plan Brasil, Isadora Garcia, muitos municípios sequer dispõem de creches para atender as crianças de até 3 anos.

Falando de qualidade, então, a questão é ainda mais delicada, assinala a psicóloga. A maioria das creches e pré-escolas do Estado ainda carece de recursos e infraestrutura apropriada para o pleno desenvolvimento das crianças de até 6 anos. Isadora Garcia lembra que existe um movimento nacional de ampliação do acesso à creche, mas que ainda não alcançou bons resultados no Maranhão.

"A expectativa é que o encontro seja um marco nas conquistas da primeira infância no Maranhão. As crianças pequenas devem ser a nossa prioridade. E, dentro dessa perspectiva, uma ação articulada como esta é uma semente que plantamos no Estado do Maranhão. E temos convicção de que são exatamente elas – as crianças – que colherão os frutos desse nosso trabalho", discorre a assessora de Primeira Infância da Plan Brasil.

O I Encontro Temático da Primeira Infância é uma ação articulada de organizações que compõem o Fórum de Educação Infantil do Maranhão: OMEP-BR/Maranhão, Plan Brasil, Ministério Público e UNICEF. O evento tem por objetivos promover uma mobilização estadual em favor dos direitos da criança na primeira infância; mobilizar atores sociais para a importância da educação, proteção e atenção aos cuidados básicos na primeira infância; e facilitar a articulação entre educadores, operadores de direito, sociedade civil organizada e poder público do Estado do Maranhão para criar subsídios para uma política estadual de Educação Infantil.

Mais informações:
Selma Rosa
Coordenadora de Comunicações e Relações Públicas da Plan Brasil
Telefones: +55 98 3235 6840 ou +55 98 8864 1042
E-mail: selma.rosa@plan-international.org

 

 
unite for children