Imprensa

Notícias

Notícias de 2013

Notícias de 2012

Notícias de 2011

Notícias de 2010

Notícias sobre o Haiti

Notícias de 2009

Notícias de 2008

Notícias de 2007

Concurso Adobe Youth Voices Aspire Awards UNICEF Challenge

Concurso infanto-juvenil de vídeos de um minuto

Materiais para radialistas

Dia Internacional da Criança no Rádio e na TV

Discursos do Representante do UNICEF no Brasil

Artigos

Outros discursos

Expresso 227

Contatos

 

Municípios do Semiárido baiano discutem formas de prevenção do HIV/aids

Profissionais de saúde e educação vão trocar experiências na área de controle da transmissão vertical, implantação e/ou fortalecimento dos Grupos Gestores Municipais do Programa Saúde e Prevenção nas Escolas

Salvador, 27 de outubro – O enfrentamento do HIV/aids e da sífilis será o tema central do encontro promovido pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e Grupo Gestor Estadual do Programa Saúde e Prevenção nas Escolas (GGE/SPE), nos dias 27 e 28 de outubro, em Salvador (Hotel Vilamar, em Amaralina). Profissionais de saúde e educação dos 204 municípios do Semiárido baiano inscritos no Selo UNICEF Município Aprovado Edição 2009-2012 vão debater alternativas de prevenção da transmissão vertical do HIV e da sífilis (da mãe para o bebê) e como implantar e/ou fortalecer os Grupos Gestores Municipais do SPE.

“O objetivo do evento é contribuir no controle da epidemia no Estado, onde já foram notificados, até junho de 2010, cerca de 12 mil casos de HIV/aids, sendo 386 deles em crianças e adolescentes de até 13 anos. Queremos apoiar os municípios onde as políticas públicas de enfrentamento não existem ou estão frágeis, garantir o direito de cada gestante de fazer o teste anti-HIV e conhecer a sua sorologia, reduzir ou zerar o número de bebês contaminados na gestação, parto ou pós-parto, além de dar condições para que os adolescentes sejam protegidos do vírus e também possam ter informações e posturas de autoproteção”, diz Vilma Cabral, gestora de programa do UNICEF.

Salvador é o município com o maior número de casos de HIV/aids registrados no Estado – 5.935, ou 51% do total –, seguido de Vitória da Conquista e Feira de Santana. Com a disseminação do vírus, atualmente 84% dos municípios baianos registram pelo menos um caso de aids (Fonte: Sinan/Divep/Sesab).

A programação do evento prevê exposições de especialistas nos temas, apresentação de boas práticas desenvolvidas pelos municípios, debates e trabalhos em grupo. Na quarta-feira, 27/10, o encontro será aberto às 8h30. Às 10 horas, a médica Greice Menezes, pesquisadora do Programa Integrado em Gênero e Saúde do Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal da Bahia (ISC/UFBA), é a convidada da Conferência sobre Direitos Sexuais e Reprodutivos. Ela vai abordar o direito ao desenvolvimento de uma sexualidade saudável, sem discriminação, violência e coerção, lançando um olhar sobre a questão étnico-racial e de gênero no atendimento oferecido nos serviços públicos de educação e saúde.

Às 11 horas, profissionais atuantes nas Diretorias Regionais de Saúde e de Educação (Dires e Direcs) vão discutir como essas Diretorias podem estar mais próximas aos municípios, apoiando a prevenção do HIV/aids e da sífilis e a implantação do Grupo Gestor Municipal do Programa Saúde e Prevenção nas Escolas (GGM/SPE) e incentivando a participação de adolescentes e jovens no enfrentamento da epidemia. Paralelamente, os representantes dos municípios do Semiárido baiano inscritos no Selo UNICEF vão trocar experiências sobre como estão trabalhando para melhorar os indicadores sociais.

O público vai conhecer detalhes do Programa Saúde na Escola (PSE) e do Saúde e Prevenção na Escola (SPE) no painel das 14 horas, com Rosa Gaspar, coordenadora de Educação Ambiental e Saúde da Secretaria de Educação do Estado da Bahia (SEC) e membro do GGE. Técnicos de Lauro de Freitas apresentarão a experiência do GGM/SPE, destacando desafios enfrentados no processo de implantação do Grupo e resultados alcançados no município.

Na quinta-feira, 28/10, a médica Gabriela Travassos, do Centro Especializado em Diagnóstico, Assistência e Pesquisa da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Cedap/Sesab), e a enfermeira Maricélia Moraes, Coordenadora Estadual de DST/Aids da Sesab, serão as expositoras de uma mesa sobre prevenção da transmissão vertical do HIV/aids e da sífilis, às 8h30.

O último painel do encontro, às 10 horas, sobre os desafios no atendimento ao adolescente e ao jovem na rede pública de saúde e educação, contará com a participação da assistente social Margarida França, da Área Técnica de Saúde do Adolescente e do Jovem (ASAJ/Sesab), e de Vilma Cabral, do UNICEF. Ela vai falar sobre o trabalho desenvolvido pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância e seus parceiros no enfrentamento da epidemia no Semiárido brasileiro e a importância da participação de adolescentes e jovens na construção de ações e programas de prevenção, tratamento e apoio às meninas e meninos que convivem com o HIV/aids.

O encontro conta com o apoio da Coordenação Estadual de DST/Aids, da Sesab, Juspopuli Escritório de Direitos Humanos, Grupo de Apoio à Prevenção à Aids (Gapa) e Comitê Gestor Estadual do Pacto Nacional Um mundo para a criança e o adolescente do Semiárido.

Mais informações:
Andréia Neri
Assessora de Comunicação do UNICEF
Telefone: 71 3183 5700 ou 9199 0913

 

 
unite for children