Imprensa

Notícias

Notícias de 2013

Notícias de 2012

Notícias de 2011

Notícias de 2010

Notícias sobre o Haiti

Notícias de 2009

Notícias de 2008

Notícias de 2007

Concurso Adobe Youth Voices Aspire Awards UNICEF Challenge

Concurso infanto-juvenil de vídeos de um minuto

Materiais para radialistas

Dia Internacional da Criança no Rádio e na TV

Discursos do Representante do UNICEF no Brasil

Artigos

Outros discursos

Expresso 227

Contatos

 

Escassez de financiamento compromete operação de salvamento do UNICEF no Paquistão

Milhões de crianças em risco de doenças por água contaminada

Islamabad/Genebra, 17 de agosto – O UNICEF alertou hoje que a falta de fundos prejudicam a ação humanitária no Paquistão. O UNICEF está extremamente preocupado com a falta de financiamento para a sua operação de saneamento de água e com os milhões de crianças em risco de doenças por água contaminada.

"Fornecer água potável e saneamento adequados é fundamental para a sobrevivência de milhões de pessoas afetadas pelas inundações no Paquistão. Em relação ao número de pessoas que necessitam de assistência, essa emergência é maior do que o tsunami, o Haiti e o último terremoto no Paquistão juntos", disse Martin Mogwanja, Representante do UNICEF no Paquistão.

"O UNICEF está fornecendo água limpa suficiente para 1,3 milhão de pessoas todos os dias, mas milhões ainda precisam dos mesmos serviços. Precisamos urgentemente ampliar a distribuição de água. Se não formos capazes de fazê-lo devido à falta de financiamento, doenças como cólera e diarreia vão se espalhar matando as populações afetadas, especialmente as crianças, já fracas e vulneráveis às doenças e desnutrição”, acrescentou Mogwanja.

O governo do Paquistão estimou em 20 milhões o número de pessoas atingidas pela inundação, e, segundo a ONU, pelo menos 15 milhões de pessoas foram gravemente afetadas, das quais metade são crianças.

O UNICEF receia que as inundações atingiram "a pobreza da pobreza", os menos capazes de sobreviver às duras condições atuais. As principais preocupações são as doenças provenientes da água contaminada, infecções respiratórias agudas, doenças de pele e as taxas de desnutrição, já perigosamente altas em muitas regiões afetadas pelas cheias do Paquistão.

A poliomielite é endêmica e o sarampo continua a ser uma ameaça, segundo o UNICEF, que, juntamente com a OMS e o governo, realiza a vacinação da poliomielite e do sarampo em centros de socorro. O UNICEF também fornece solução de reidratação oral, o tratamento para a diarreia em casa, mas observa que esse tratamento também é escasso devido às restrições financeiras.

 

 
unite for children