Imprensa

Notícias

Notícias de 2013

Notícias de 2012

Notícias de 2011

Notícias de 2010

Notícias sobre o Haiti

Notícias de 2009

Notícias de 2008

Notícias de 2007

Concurso Adobe Youth Voices Aspire Awards UNICEF Challenge

Concurso infanto-juvenil de vídeos de um minuto

Materiais para radialistas

Dia Internacional da Criança no Rádio e na TV

Discursos do Representante do UNICEF no Brasil

Artigos

Outros discursos

Expresso 227

Contatos

 

Seis meses após o terremoto: riscos, ajuda e oportunidades para as crianças do Haiti

Porto Príncipe/Nova Iorque, 12 de julho – Seis meses após o mais violento terremoto que atingiu o Haiti nos últimos 200 anos, os desafios para satisfazer as necessidades de mais de 800 mil crianças afetadas e suas famílias permanecem imensos.

O terremoto deixou um saldo de mais de 220 mil mortos e 300 mil feridos em um país que já era muito frágil. Cerca de 2 milhões de pessoas ficaram sem casa e aproximadamente 1,6 milhão continuam vivendo em campos de desabrigados superlotados. As infraestruturas do Haiti, que nunca foram sólidas, ficaram seriamente afetadas, com 60% dos edifícios governamentais destruídos e mais de 180 mil casas inabitáveis nas áreas atingidas.

“O terremoto no Haiti foi um desastre para as crianças, e ainda não terminou”, afirmou Anthony Lake, Diretor Executivo do UNICEF. “O UNICEF e seus parceiros no local estão trabalhando diariamente para salvar vidas e ajudar as crianças a reivindicar seu futuro”, explica.

Hoje, água potável está sendo fornecida para cerca de 1,2 milhão de pessoas por meio de parceria entre o UNICEF e outras organizações humanitárias; deste total, 300 mil recebem água diretamente do UNICEF. Mais de 275 mil crianças foram imunizadas contra as principais doenças evitáveis por vacinas. Programas de nutrição estão fornecendo alimentos a cerca de 550 mil crianças menores de 5 anos e mulheres que estão amamentando. Aproximadamente 2 mil crianças que sofrem de desnutrição grave estão também recebendo alimentação terapêutica e cuidados especiais. No total, cerca de 500 mil crianças receberam materiais básicos de educação, 185 mil dos próprios programas do UNICEF. E capacitação especial foi providenciada para cerca de 2,3 mil professores e 3 mil profissionais de educação.

O setor da educação foi duramente atingido pela catástrofe: 3.978 escolas foram destruídas ou danificadas – 80% de todas as escolas na zona do terremoto. Isso veio agravar uma situação que já era muito precária: antes do terremoto, menos de metade das crianças em idade escolar frequentavam a escola.

Há três meses, o governo, apoiado pelo UNICEF, encarou o desafio de colocar todas as crianças do Haiti na sala de aula. Escolas provisórias vieram, pouco a pouco, restaurar alguma noção de estrutura e estabilidade na vida das crianças haitianas afetadas pelo terremoto e, também, criar espaço para outras iniciativas de saúde e proteção. A prioridade agora é ampliar o acesso a oportunidades de aprendizagem para todas as crianças do país, sobretudo para aquelas mais difíceis de ser alcançadas.

Acelerar a remoção dos escombros, encontrar soluções para o realojamento de famílias deslocadas que estão ocupando terrenos escolares e apressar a construção de escolas para assegurar que espaços estejam disponíveis antes do próximo ano escolar são simultaneamente desafios e prioridades para o UNICEF e seus parceiros. O UNICEF está trabalhando também com o governo para aliviar o fardo das taxas escolares num contexto em que 90% das escolas são privadas e não de ensino público.

Detalhes da avaliação do UNICEF sobre as condições no Haiti e suas atividades desde o terremoto estão contidas em um relatório, intitulado Children of Haiti: Milestones and looking forward at six months, lançado hoje em Genebra.

O relatório está disponível somente em inglês (arquivo pdf)

Mais informações:
Cifora Monier
Assessoria de Comunicação do UNICEF no Haiti
Telefone: + 509 38812374
E-mail: cmonier@unicef.org

Tamar Hahn
Assessoria de Comunicação do Escritório Regional do UNICEF para a América Latina e o Caribe
Telefone: + 507 301-7485
E-mail: thahn@unicef.org

Christopher de Bono
Assessoria de Imprensa do UNICEF em Nova Iorque
Telefone: + 1 212 303 7984
E-mail: cdebono@unicef.org

 

 
unite for children