Imprensa

Notícias

Notícias de 2013

Notícias de 2012

Notícias de 2011

Notícias de 2010

Notícias sobre o Haiti

Notícias de 2009

Notícias de 2008

Notícias de 2007

Concurso Adobe Youth Voices Aspire Awards UNICEF Challenge

Concurso infanto-juvenil de vídeos de um minuto

Materiais para radialistas

Dia Internacional da Criança no Rádio e na TV

Discursos do Representante do UNICEF no Brasil

Artigos

Outros discursos

Expresso 227

Contatos

 

I Encontro Amazônico de Adolescentes e Jovens Vivendo com HIV e Aids

Belém, 9 de julho – A Rede Nacional de Adolescentes e Jovens Vivendo com HIV e Aids (RNAJHA) realiza, em Belém, o I Encontro Amazônico de Adolescentes e Jovens Vivendo com HIV e Aids. Será entre os dias 14 e 17 de julho, no Hotel Beira Rio, com a participação de 90 jovens e adolescentes de todos os Estados da Amazônia Legal brasileira. Hugo Chavier Soares, coordenador da Rede no Pará, espera que “a partir deste encontro a RNAJHA saia fortalecida e que os jovens e adolescentes vivendo e convivendo com HIV sejam protagonistas de sua própria história”.

Entre os principais objetivos do evento estão criar e discutir ações de prevenção positiva para os jovens vivendo com aids; organizar a Rede Amazônica de Jovens Vivendo com Aids, ampliando sua atuação por meio de novos parceiros; e mobilizar parceiros para discutir os dados epidemiológicos entre jovens e adolescentes, e as possíveis estratégias de prevenção, pensando o jovem como protagonista dessas estratégias.

Para Antônio Carlos Cabral, oficial de Desenvolvimento Infantil do UNICEF, esse I Encontro visa promover o fortalecimento da Rede no enfrentamento à epidemia de aids por meio da participação, capacitação, formulação, reivindicação e debate de políticas públicas por e para pessoas vivendo e convivendo com o HIV/aids.

Apoiam a realização do I Encontro: UNICEF, Pastoral da Aids (CNBB), Coordenação Municipal de DST/Aids, Movimento LGBT do Pará, Revista Viração e Fórum Paraense de DST/AIDS. Pelo Governo do Estado do Pará, estão a Coordenação Estadual de DST/AIDS, Coordenação Estadual de Saúde do Adolescente, Coordenação de Proteção à Livre Orientação Sexual, Coordenação de Proteção aos Direitos da Juventude, Secretaria Estadual de Educação e Secretaria Estadual de Cultura.

RNAJHA
A Rede Nacional de Adolescentes e Jovens Vivendo com HIV e Aids é uma associação informal que articula adolescentes e jovens no enfrentamento à discriminação e ao preconceito contra as pessoas que vivem com HIV/aids. Tem também por objetivo promover o jovem como sujeito de sua história e inseri-lo na participação cidadã e na defesa dos direitos humanos de todas as pessoas que vivem com HIV e aids.

Em 2003 e 2005, foram realizados o I e II Fórum Nacional de Adolescentes Vivendo com HIV e Aids, promovidos pelo Programa Nacional de DST e Aids, do Ministério da Saúde, e UNICEF. Os fóruns tiveram como resultados: a necessidade de se avançar na oferta de serviços de atenção à saúde integral do adolescente; a realização de campanhas destinadas à comunidade em geral buscando desconstruir mitos e preconceitos para com os adolescentes e jovens vivendo com HIV/aids; o desenvolvimento de políticas que estimulam a desinstitucionalização e/ou programas focados nos direitos humanos de jovens que vivem em casas de apoio; e o estímulo e a garantia da participação plena dos jovens na proposição de políticas públicas destinadas aos mesmos.

Em outubro de 2006, foi realizado, no Rio de Janeiro, o I Encontro Nacional de Jovens Vivendo com HIV e Aids, promovido pelos Grupos Pela Vidda Niterói e Rio de Janeiro, em parceria com o Grupo de Trabalho de Crianças e Adolescentes do Fórum de ONG Aids de São Paulo, com apoio do UNICEF e do Programa Nacional de DST e Aids, do Ministério da Saúde. Esse primeiro encontro contou com a participação de 80 jovens, além de seis jovens jamaicanos e quatro angolanos. Houve também a participação de 30 adultos, entre profissionais de saúde, facilitadores, cuidadores técnicos e parentais.

O principal objetivo do encontro foi fortalecer a participação dos adolescentes e jovens no movimento social de aids no Brasil. O evento constituiu-se em um espaço de integração e troca de informações e experiências entre jovens vivendo com HIV e aids; sensibilização para a relevância da participação política dos jovens na construção de políticas públicas de pessoas vivendo com HIV e aids; garantia de direitos, reflexão e discussão de temas ligados às relações de gênero, sexualidade, direitos sexuais e reprodutivos.

Em outubro de 2007, em Salvador, BA, ocorreu o II Encontro Nacional de Jovens Vivendo com HIV/Aids, que contou com a participação de 200 pessoas de todas as regiões do País, sendo 160 jovens (de 14 a 20 anos) vivendo com HIV/aids e 40 profissionais que trabalhavam nas áreas de educação e saúde com jovens. O encontro foi organizado pelo GAPA Bahia, com o apoio de diversas organizações parceiras. A partir daí aconteceram, em 2008, em Belo Horizonte (MG), o III Encontro Nacional de Jovens vivendo com HIV/Aids, e, em 2009, em Curitiba, o IV Encontro Nacional de Adolescentes e Jovens Vivendo com HIV e Aids.

Essas experiências nacionais possibilitaram a discussão a respeito das realidades regionais, em virtude disso a Plenária Final do IV Encontro deliberou pela realização a partir de 2010 de encontros regionais, com o intuito de se discutir essas realidades regionais, relegadas a segundo ou terceiro plano nos Encontro Nacionais ocorridos até então.

Mais informações:
Ida Pietricovsky Oliveira
Assessora de Comunicação do UNICEF
Telefone: (91) 3073 5700
E-mail: ipoliveira@unicef.org

 

 
unite for children