Imprensa

Notícias

Notícias de 2013

Notícias de 2012

Notícias de 2011

Notícias de 2010

Notícias sobre o Haiti

Notícias de 2009

Notícias de 2008

Notícias de 2007

Concurso Adobe Youth Voices Aspire Awards UNICEF Challenge

Concurso infanto-juvenil de vídeos de um minuto

Materiais para radialistas

Dia Internacional da Criança no Rádio e na TV

Discursos do Representante do UNICEF no Brasil

Artigos

Outros discursos

Expresso 227

Contatos

 

Feira de Santana sedia último encontro do 2º Ciclo de Capacitação do Selo UNICEF na Bahia

Representantes de 113 municípios do Semiárido avaliam positivamente o treinamento voltado para a organização do 1º Fórum Comunitário do programa do UNICEF

Salvador, 8 de junho – Cerca de 300 pessoas, entre adolescentes, conselheiros de direitos e articuladores, já foram capacitadas para promover o 1º Fórum Comunitário do Selo UNICEF Município Aprovado (Edição 2009-2012). Elas representaram 113 municípios do Semiárido baiano inscritos no programa do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF). Nesta quarta e quinta-feira (dias 9 e 10 de junho), o UNICEF promove o quarto e último encontro do 2º Ciclo de Capacitação do Selo no Estado. Representantes de outros 60 municípios são esperados no evento, na Pousada Central (Rua Marechal Deodoro, 398, Centro – Feira de Santana), a partir das 8h30.

O evento contará com a presença do coordenador do escritório do UNICEF em Salvador, Ruy Pavan Ribeiro, e da articuladora do Comitê Gestor Estadual do Pacto Nacional Um mundo para a criança e o adolescente do Semiárido, Iara Farias. A programação prevê exposições, debates e dinâmicas de grupo que facilitam a compreensão da metodologia do Selo. No primeiro dia (9/6), as atividades serão desenvolvidas das 8h30 às 18 horas e, no segundo (10/6), das 8h30 às 13 horas.

O Fórum Comunitário é uma estratégia para promover o fortalecimento da participação social nos processos de planejamento, execução, monitoramento e avaliação das políticas públicas para a população de até 17 anos. A metodologia do Selo prevê a realização de dois encontros oficiais da comunidade para a pontuação no programa: o 1º Fórum, que deverá ser realizado pelos municípios até o final de setembro; e o 2º Fórum, programado para o primeiro semestre de 2012. Ambos serão coordenados pelos Conselhos Municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), com o apoio das Comissões Municipais Pró-Selo.

No 1º Fórum Comunitário, lideranças locais ligadas a órgãos governamentais, grêmios escolares, associações de bairro, grupos religiosos, sindicatos, entre outras organizações da sociedade civil, vão contribuir na elaboração de um diagnóstico da situação das crianças e adolescentes e da qualidade dos serviços públicos disponíveis no município. A comunidade também vai apoiar a construção de um Plano de Ação, definindo o que precisa ser feito para melhorar o atendimento à infância e adolescência. No 2º Fórum, a população será mobilizada para avaliar a qualidade e o impacto do trabalho da gestão municipal na vida das meninas e meninos.

Participação de adolescentes – Um dos avanços apontados nesta edição do programa é a presença dos adolescentes nas Comissões Pró-Selo, o que permite o engajamento das meninas e meninos desde a implementação da iniciativa nos seus municípios. “Entendemos que essas jovens lideranças têm uma importante contribuição a dar no alcance dos objetivos do Selo, na melhoria da qualidade das políticas públicas e no desenvolvimento dos seus municípios. A participação dos adolescentes é um direito e uma estratégia eficiente para a redução das suas vulnerabilidades”, diz Vilma Cabral, gestora de programas do UNICEF e coordenadora técnica do Selo na Bahia.

Para a estudante Jeane Caroline Fiúza, de 17 anos, os adolescentes são importantes aliados das prefeituras na melhoria dos indicadores sociais do Semiárido. “Estamos cada vez mais antenados com tudo o que diz respeito aos nossos direitos. Juntos, com as nossas ideias e opiniões, podemos fazer a diferença e ajudar os nossos municípios a receber a certificação do UNICEF”.
 
Aluna do 3º ano do ensino médio da Escola do Centro de Assistência Social Santo Antônio, Jeane foi convidada pela Prefeitura Municipal de Feira de Santana para integrar a Comissão Pró-Selo, em função de sua militância na promoção dos direitos de crianças e adolescentes. “Fui eleita Vereadora Mirim do projeto Parlamento Juvenil. Atuo em secretarias, na Câmara Municipal e outros espaços de discussão sobre políticas públicas para a infância e adolescência”, conta.

A estudante pretende organizar um Pré-Fórum Comunitário em Feira de Santana para mobilizar e apresentar o Selo UNICEF a outros adolescentes do município. “Quando eles chegarem ao 1º Fórum, vão saber o que fazer e serão reconhecidos por sua contribuição”, explica.

Avaliação positiva – O articulador de Pindobaçu, Eugênio Moreira da Silva, participou da capacitação sobre o Fórum Comunitário em Juazeiro (dias 6 e 7/5). Segundo ele, o encontro foi um momento importante na preparação do município. “Estamos participando pela primeira vez do Selo, então, o treinamento ajudou muito no entendimento da metodologia. Fizemos uma simulação do Fórum e foi muito interessante! Levando para a prática, fica mais fácil entender o manual. A facilitadora levantou pontos positivos e negativos de nossa atuação, tirou dúvidas e deu orientações completas”, conta o articulador.

Para Eugênio, embora todos os membros da Comissão Pró-Selo de Pindobaçu sejam “marinheiros de primeira viagem”, o município já deu um passo importante na mobilização da comunidade: reuniu mais de 300 pessoas no “ensaio do Fórum Comunitário”. “Convocamos a população para repassar o que aprendemos no treinamento do UNICEF, apresentar o Selo, os critérios de avaliação do município e os nossos indicadores sociais. Pretendemos fazer o 1º Fórum em julho, antes da campanha eleitoral esquentar. Estamos estudando tudo direitinho. Vamos administrar e ganhar o Selo. O UNICEF é uma entidade reconhecida mundialmente e nós também queremos ser!”

Rondinei Almeida, conselheiro de direitos de Cristópolis, afirma que o 2º Ciclo de Capacitação do Selo superou expectativas. “Recebemos subsídios para o município seguir no caminho certo. Agora depende do governo, do CMDCA e do apoio da comunidade. Vamos colocar as dicas em prática e realizar um bom trabalho na área da infância e adolescência. Conversei com o prefeito e socializei a metodologia com os outros conselheiros. Programamos o 1º Fórum Comunitário de Cristópolis para depois das festas juninas”, diz.

Outras informações:
Andréia Neri, assessora de Comunicação do UNICEF
Telefones: (71) 3183 5100 e 9199 0913
E-mail: aneri@unicef.org

Eugênio Moreira da Silva, articulador de Pindobaçu
E-mail: eugeniogeninho@hotmail.com

Rondinei Almeida, conselheiro municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Cristópolis
E-mail: rondinei@bol.com.br

 

 
unite for children