Imprensa

Notícias

Notícias de 2013

Notícias de 2012

Notícias de 2011

Notícias de 2010

Notícias sobre o Haiti

Notícias de 2009

Notícias de 2008

Notícias de 2007

Concurso Adobe Youth Voices Aspire Awards UNICEF Challenge

Concurso infanto-juvenil de vídeos de um minuto

Materiais para radialistas

Dia Internacional da Criança no Rádio e na TV

Discursos do Representante do UNICEF no Brasil

Artigos

Outros discursos

Expresso 227

Contatos

 

Declaração da Diretora Executiva do UNICEF, Ann M. Veneman, no Dia Internacional da Mulher

Um tempo para se concentrar em meninas adolescentes

Nova Iorque, 8 de março de 2010 - "Na semana passada, na Guatemala, visitei um centro do UNICEF que abriga meninas que foram resgatadas de bordéis. As histórias de sofrimento são simplesmente inimagináveis – terríveis situações de estupro, prostituição, tortura e perda da inocência.

Com a ajuda do UNICEF e de seus parceiros, muitas dessas meninas estão agora tendo a oportunidade de se curar e construir uma vida melhor, pela educação e o cuidado. Embora essas meninas tenham sido resgatadas, infelizmente, muitas mais permanecem presas em um submundo de abuso.

Histórias como essas não são incomuns em muitas outras partes do mundo e servem como um lembrete do trabalho que deve ser feito para garantir que meninas e mulheres sejam mais bem protegidas.

Milhões de meninas adolescentes vivem na pobreza, sofrem discriminação de gênero e desigualdade e estão sujeitas à violência, abuso e exploração. O resultado não só é o sofrimento das meninas em si, mas um ciclo contínuo de opressão e de abuso.

Embora progressos tenham sido feitos para dar igualdade de direitos e de acesso para mulheres e meninas em áreas como saúde e educação básica, muitas vezes as adolescentes ainda são excluídas. Investimentos em educação e saúde são essenciais, mas também são necessários leis, sanções e procedimentos penais muito mais duros contra os agressores.

A educação é uma chave para uma vida melhor para as meninas, suas famílias e suas comunidades. Estudos de especialistas estimam que cada ano a mais que uma menina passa no ensino secundário eleva sua renda em mais de 15%. Meninas com maior escolaridade têm melhores perspectivas de emprego e saúde e, quando crescem, passam esses benefícios a seus filhos.

Há uma forte ligação entre os níveis educacionais que um país provê a suas meninas e o tamanho da economia do país. Mas, mais importante, a educação capacita mulheres e lhes dá a oportunidade de ter mais voz na sociedade.

À medida que celebramos este 8 de março como Dia Internacional da Mulher, a comunidade internacional, em conjunto com os governos ao redor do mundo, deve trabalhar de forma mais ofensiva para garantir que cada menina tenha direito a uma infância que lhe proporcione a oportunidade de alcançar seu pleno potencial."

Para mais informações:
Christopher de Bono
Assessoria de Imprensa do UNICEF, Nova Iorque
Telefone: + 1 212 303 7984 – E-mail: cdebono@unicef.org

 

 
unite for children