Imprensa

Notícias

Notícias de 2013

Notícias de 2012

Notícias de 2011

Notícias de 2010

Notícias sobre o Haiti

Notícias de 2009

Notícias de 2008

Notícias de 2007

Concurso Adobe Youth Voices Aspire Awards UNICEF Challenge

Concurso infanto-juvenil de vídeos de um minuto

Materiais para radialistas

Dia Internacional da Criança no Rádio e na TV

Discursos do Representante do UNICEF no Brasil

Artigos

Outros discursos

Expresso 227

Contatos

 

UNICEF e parceiros levam suprimentos às crianças mais vulneráveis do Haiti

© UNICEF/NYHQ2010-0153/Noorani
Observados pela freira Marleine Joseph (esquerda), crianças recebem sandálias, distribuídas como parte dos kits de suprimentos, no orfanato apoiado pelo UNICEF de Foye Zanmi Jezi, em Lilavois, vizinhança de Porto Príncipe.

Porto Príncipe, 9 de Fevereiro – Quatro semanas após o terremoto que devastou Porto Príncipe e outras cidades do Haiti, o Aeroporto Internacional de Toussaint Louverture não para. Aviões chegam 24 horas por dia, carregados de suprimentos essenciais para os desabrigados pela tragédia, incluindo para a parcela mais vulnerável: crianças órfãs ou separadas de suas famílias. 

Assita o vídeo (em inglês).

Entre os milhares de prédios destruídos no desastre do dia 12 de fevereiro – que destruiu a frágil infra-estrutura do país – está o centro de atendimento provisório apoiado pelo UNICEF, chamado Foye Zanmi Jezi, que se localiza na periferia de Porto Príncipe. As 90 crianças que viviam nas dependências do centro agora estão abrigadas em três tendas montadas no que restou de sua escola.
    
No momento do terremoto, felizmente, as crianças brincavam no espaço externo do centro, por isso todas sobreviveram. Contudo a recuperação, tanto do espaço físico, quanto psicológica das crianças, levará tempo.

A freira Marleine Joseph, diretora do centro está preocupa com o futuro de suas meninas e meninos. “O pouco que eles tinham, foi perdido. Eles estão muito traumatizados”, explicou.

© UNICEF/NYHQ2010-0148/Noorani
No aeroporto de Porto Príncipe, funcionários do UNICEF e do Exército dos Estados Unidos revisam a lista dos suprimentos recém chegados, juntamente com a freira Marleine.

Chegam suprimentos do UNICEF
Apesar de parecer cansada, a freira Marleine tem motivos para ter esperança. Na semana passada, um carregamento de suprimentos de emergência chegou à Foye Zanmi Jezi. O caminhão entregou kits contendo sandálias, roupas, lençóis, colchões, escovas de dente e outros itens básicos.

Os kits eram parte de um carregamento enviado ao Haiti pelo UNICEF e seus parceiros, que atenderá 50 mil crianças afetadas pelo terremoto abrigadas em centros de atendimentos. Até o momento cerca de 6 mil já foram beneficiadas pelos kits. 

“Tudo foi perdido”, alertou Anne Rogers, 16 anos, uma das meninas do orfanato Foye Zanmi Jezi. “Neste ano, eu deveria fazer vários trabalhos escolares, mas todas minhas anotações foram perdidas e minha escola e meu dormitório foram destruídos. Eu estou muito feliz em receber essa ajuda”, disse a adolescente. 

Intervenções essenciais
As meninas e meninos de Foye Zanmi Jezi estão entre as milhares de crianças e adolescentes sobreviventes do terremoto que necessitam ser alimentados, mantidos saudáveis e protegidos. Cerca 40% da população do Haiti tem menos de 14 anos. Como resposta à emergência que atingem as crianças no país, o UNICEF, o governo haitiano e outras agências humanitárias têm se mobilizado em diversas frentes de ação. Por exemplo:

- Aproximadamente, 200 centros de acolhimentos de crianças receberam alimentos, medicamentos e equipamentos essenciais.
- Quase 8 mil cuidadores receberam aconselhamento nutricional.
- Cerca de 1,2 mil mães e crianças participaram de atividades de nutrição para bebês nos acampamentos temporários de Porto Príncipe.
- Em parceria com a Save the Children, o UNICEF estabeleceu 30 centros para atender crianças vulneráveis e um centro especial de acolhimento que já está operando. 

Intervenções em áreas essenciais, como nutrição, água potável e saneamento também estão sendo levadas à escala com o propósito de prevenir a desnutrição e a doenças infecciosas nos campos de desabrigados. Enquanto isso está em andamento uma grande campanha de imunização que vacinará 500 mil crianças menores de sete anos.

As necessidades em zonas atingidas por terremotos são imensas, mas a comunidade internacional tem empreendido um grande esforço para responder a demanda por ajuda humanitária. Enquanto carregamentos com suprimentos chegam ao Haiti, o UNICEF e seus parceiros continuarão trabalhando para garantir que esses produtos essenciais chegam para aqueles que mais necessitam. 

 

 

 

 

Doações para o Haiti

O escritório do UNICEF no Brasil encerrou, no último dia 1° de abril, sua campanha de arrecadação de recursos para o Haiti.

Caso queira ajudar a garantir os direitos das crianças e adolescentes brasileiros, saiba como contribuir com nossos programas.
unite for children