Imprensa

Notícias

Notícias de 2013

Notícias de 2012

Notícias de 2011

Notícias de 2010

Notícias sobre o Haiti

Notícias de 2009

Notícias de 2008

Notícias de 2007

Concurso Adobe Youth Voices Aspire Awards UNICEF Challenge

Concurso infanto-juvenil de vídeos de um minuto

Materiais para radialistas

Dia Internacional da Criança no Rádio e na TV

Discursos do Representante do UNICEF no Brasil

Artigos

Outros discursos

Expresso 227

Contatos

 

Diretora Executiva do UNICEF, Ann M. Veneman, visita Porto Príncipe

Porto Príncipe, 4 de fevereiro – A Diretora Executiva do UNICEF, Ann M. Veneman, visitou a capital do Haiti, Porto Príncipe, devastada pelo terremoto de 12 de janeiro.

"O Haiti, o país mais pobre das Américas, sofreu uma tragédia catastrófica", disse Veneman. "Muitas vidas e casas foram perdidas; escolas, hospitais e empresas foram destruídos. Mas há sinais de esperança. Vendedores ambulantes estão vendendo alimentos e roupas e as lojas estão começando a abrir suas portas nos edifícios que não foram destruídos. As pessoas estão literalmente reconstruindo a sua vida fora dos escombros.”

A chefe da agência das Nações Unidas para as crianças visitou um parque no centro de Porto Príncipe, onde os moradores estão vivendo em abrigos improvisados. O UNICEF e seus parceiros estão trabalhando juntos no fornecimento de alimentos, água potável e serviços básicos de saúde.

"Foi muito encorajador ver que suprimentos de ajuda humanitária estão chegando àqueles que mais precisam deles, especialmente mulheres e crianças", disse Veneman. "Uma campanha maciça de imunização também está em andamento, com vacinas que salvam vidas, para prevenir a propagação da doença."

Veneman também visitou um centro de acolhimento para crianças que foi danificado pelo terremoto.

"Havia um número alarmante de crianças já sem cuidado parental antes do terremoto", disse Veneman. "Agora há muitas mais separadas de suas famílias. Trata-se de uma emergência para as crianças."

O UNICEF está apoiando centros seguros, onde as crianças podem ser registradas, identificadas e, eventualmente, reunidas com suas famílias. Esses centros também prestam apoio emocional a essas crianças, muitas das quais estão traumatizadas pelos trágicos acontecimentos.

Apenas cerca de 50% das crianças do Haiti estão matriculadas na escola e cerca de 90% das escolas em Porto Príncipe e nos arredores foram danificadas ou destruídas. Educação estava entre as questões prioritárias que Veneman discutiu em seu encontro com o primeiro-ministro haitiano, Jean-Max Bellerive.

"Investir na educação é um investimento no futuro do país", disse Veneman.

Para mais informações, favor contatar:
Kate Donovan, UNICEF em Nova Iorque
Telefone: 1 212 326 7452
E-mail: kdonovan@unicef.org

 

 

 

 

Doações para o Haiti

O escritório do UNICEF no Brasil encerrou, no último dia 1° de abril, sua campanha de arrecadação de recursos para o Haiti.

Caso queira ajudar a garantir os direitos das crianças e adolescentes brasileiros, saiba como contribuir com nossos programas.
unite for children