Imprensa

Notícias

Notícias de 2013

Notícias de 2012

Notícias de 2011

Notícias de 2010

Notícias sobre o Haiti

Notícias de 2009

Notícias de 2008

Notícias de 2007

Concurso Adobe Youth Voices Aspire Awards UNICEF Challenge

Concurso infanto-juvenil de vídeos de um minuto

Materiais para radialistas

Dia Internacional da Criança no Rádio e na TV

Discursos do Representante do UNICEF no Brasil

Artigos

Outros discursos

Expresso 227

Contatos

 

ONU lança apelo por 562 milhões de dólares para ajudar vítimas do terremoto no Haiti

UNICEF no Brasil recebe doações para prestar socorro às crianças e aos adolescentes afetados pela tragédia

Nova Iorque, 16 de janeiro – O UNICEF aderiu ao apelo feito hoje pela Organização das Nações Unidas (ONU) para arrecadar 562 milhões de dólares para as operações humanitárias no Haiti. O apelo visa angariar recursos para ajudar 3,5 milhões de pessoas nos próximos seis meses. Neste primeiro momento, é essencial o fornecimento de comida, água, medicamentos e abrigo. Uma vez que quase a metade da população do Haiti tem menos de 18 anos, o UNICEF possui um papel especialmente decisivo e espera conseguir pelo menos 120 milhões de dólares para sua ação no quadro de ajuda humanitária.

Também estão sendo feitos esforços para descarregar e distribuir os suprimentos e equipamentos de emergência do UNICEF que chegaram a Porto Príncipe por avião nas primeiras horas desta manhã. Esse primeiro envio do UNICEF inclui reservatórios de água, pastilhas para purificar água e sais de reidratação oral. Água potável e saneamento são duas das necessidades mais urgentes no socorro depois de uma situação de emergência, especialmente para proteger os sobreviventes contra os sérios riscos que representam as infecções e doenças diarreicas.

Está prevista para o fim de semana a chegada de mais dois aviões com um carregamento de cerca de 70 toneladas de tendas, lonas e medicamentos.

A maior parte dos edifícios públicos e da infraestrutura do país foi destruída. Os hospitais, as escolas e os dois portos ficaram muito danificados. Esses danos na infraestrutura levaram muitas pessoas a abandonar as suas casas e a procurar refúgio em abrigos improvisados e superlotados.

A reparação dos sistemas e infraestrutura de comunicações danificados pelo terremoto já está sendo feita, mas ainda de forma bastante lenta, por esse motivo, ainda não é possível obter informação precisa sobre os danos. O Escritório das Nações Unidas de Coordenação de Assuntos Humanitários (OCHA) estima que haja cerca de 3,5 milhões de pessoas nas zonas afetadas pelo terremoto e seus abalos secundários. Teme-se que milhares estejam mortos e muitos mais feridos e que um número desconhecido de pessoas esteja debaixo dos escombros.

Os esforços do UNICEF para ajudar a salvar vidas e contribuir para a recuperação do Haiti estarão focados no abastecimento de água potável e saneamento, na alimentação terapêutica para bebês e crianças pequenas, no fornecimento de medicamentos e abrigos temporários.

O UNICEF no Brasil está recebendo doações para as vítimas do terremoto no Haiti. As doações podem ser feitas em favor do Fundo das Nações Unidas para a Infância, no Banco do Brasil; agência 3382-0; conta-corrente nº 404700-1. O CNPJ do UNICEF é 03744126/0001-69.

Essa arrecadação do UNICEF no Brasil está sendo feita em articulação com as outras agências do Sistema ONU e tem como foco prestar socorro às crianças e aos adolescentes vítimas do terremoto.

Mais informações sobre as doações podem ser obtidas pelo telefone 0800 601 8407.

Informações para a imprensa
Assessoria de Comunicação do UNICEF no Brasil
Pedro Ivo Alcantara – E-mail: pialcantara@unicef.org
Telefone: (61) 3035 1983
Letícia Sobreira – E-mail: lsobreira@unicef.org
Telefone: (61) 3035 1917
Alexandre Magno de Amorim – E-mail: aamorim@unicef.org
Telefone: (61) 3035 1947

 

 

 

 

Doações para o Haiti

O escritório do UNICEF no Brasil encerrou, no último dia 1° de abril, sua campanha de arrecadação de recursos para o Haiti.

Caso queira ajudar a garantir os direitos das crianças e adolescentes brasileiros, saiba como contribuir com nossos programas.
unite for children