Imprensa

Notícias

Notícias de 2013

Notícias de 2012

Notícias de 2011

Notícias de 2010

Notícias sobre o Haiti

Notícias de 2009

Notícias de 2008

Notícias de 2007

Concurso Adobe Youth Voices Aspire Awards UNICEF Challenge

Concurso infanto-juvenil de vídeos de um minuto

Materiais para radialistas

Dia Internacional da Criança no Rádio e na TV

Discursos do Representante do UNICEF no Brasil

Artigos

Outros discursos

Expresso 227

Contatos

 

Prêmio Itaú-Unicef reconhece organizações que promovem o Direito de Aprender

Associação Casa das Artes de Educação e Cultura, do Rio de Janeiro, foi a grande vencedora da 8ª edição do Prêmio

São Paulo, 17 de novembro – O UNICEF, a Fundação Itaú Social e o Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec) anunciaram na noite desta segunda-feira, 16 de novembro, os vencedores nacionais da 8ª edição do Prêmio Itaú-Unicef. A cerimônia de premiação foi realizada no Teatro Abril, em São Paulo, na presença de autoridades, parceiros, representantes das ONGs participantes, de escolas parceiras e de instituições que fazem parte da rede de proteção e educação infanto-juvenil, profissionais do Banco Itaú-Unibanco, além de educadores, famílias, crianças e adolescentes. O evento contou também com a participação do ator Lázaro Ramos, embaixador do UNICEF no Brasil.

A grande vencedora nacional da 8ª Edição do Prêmio Itaú-Unicef foi a Associação Casa das Artes de Educação e Cultura, que atua em comunidades populares na cidade do Rio de Janeiro (RJ). A ONG carioca recebeu o Prêmio pelo trabalho exemplar que desenvolve há dez anos para garantir o direito à educação integral de crianças e adolescentes. A coordenadora da ONG, Sueli de Lima, recebeu o troféu das mãos de Antonio Jacinto Matias, vice-presidente da Fundação Itaú Social, de Marie-Pierre Poirier, representante do UNICEF no Brasil, e de Maria do Pilar Lacerda, secretária de Educação Básica do Ministério da Educação.

"Eu não esperava ganhar. Estou honrada em representar uma associação que investe na prática e na teoria da educação, pois atuamos, acima de tudo, na produção de conhecimento. A Educação do País não se constrói só com professores, mas com toda a sociedade", afirmou Sueli de Lima.

O vice-presidente da Fundação Itaú Social, Antonio Matias, também ressaltou em seu discurso que "sociedade, empresas, governo e famílias são responsáveis pela educação das nossas crianças".

A representante do UNICEF no Brasil, Marie-Pierre Poirier, explicou que o Prêmio Itaú-Unicef procura fazer com que o direito de aprender de cada criança e cada adolescente seja uma realidade, pois dá visibilidade a projetos construídos em conjunto com as escolas. "São iniciativas inspiradoras para a construção de políticas públicas", disse a representante do UNICEF.

Entre os trinta finalistas regionais, mais quatro organizações receberam prêmios por seus projetos. Na categoria Grande Porte: Fundação Social Raimundo Fagner, de Fortaleza e Orós (CE); na Médio Porte: Casa do Sol Padre Luís Lintner, de Salvador (BA); na Pequeno Porte: Obra Social Nossa Senhora das Graças, de Vitória (ES); e na Microporte, a Associação de Mães Educadoras, de Porto Seguro (BA). Cada uma recebeu R$ 70 mil reais e a grande vencedora ganhou R$ 150 mil reais.

"É reconfortante saber que tantas ONGs estão fazendo tantas coisas boas em todo o Brasil. Isso é uma riqueza e mostra que é possível fazer a diferença", afirmou Maria Alice Setubal, presidente do Cenpec.

Maria do Pilar Lacerda, secretária de Educação Básica do Ministério da Educação, representando o ministro Fernando Haddad, disse que é importante para o MEC conhecer essas experiências, porque elas sinalizam para o novo, e que uma escola democrática, pública, precisa conversar com os movimentos sociais e as ONGs. "Experiências como essas e prêmios como o Itaú-Unicef ajudam-nos a garantir o direito de aprender para todos os meninos e meninas."

Também foram divulgadas as três iniciativas da categoria 2 – Alianças Estratégicas no Território – reconhecidas com menção honrosa e que se destacaram das 111 inscritas nessa categoria, novidade desta edição. São elas: Aliança pela Educação de Paraty (RJ); Construindo Alianças de Campinas (SP) e Escola em período integral Oficina do Saber de Sorocaba (SP).

O ator Lázaro Ramos, embaixador do UNICEF no Brasil, foi aclamado ao entrar no palco para dar os parabéns a todas as 30 organizações finalistas e a todos os parceiros do Prêmio Itaú-Unicef. Lázaro Ramos ressaltou a importância da Educação Integral na busca da concretização da aprendizagem como direito, e para reduzir as desigualdades e garantir o direito de aprender para todos os meninos e meninas. "Nesta premiação ganham as ONGs e ganham as crianças", afirmou.

A Grande Vencedora Nacional de 2007, a ONG Centro de Referência Integral de Adolescentes (Cria), de Salvador (BA), participou da cerimônia de premiação deste ano com uma apresentação de dança e performance. O mestre de cerimônia do evento foi o cantor Gabriel O Pensador.

Sobre o Prêmio Itaú-Unicef – Iniciado em 1995 pela Fundação Itaú Social e pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), com coordenação técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec), o Prêmio tem sido um dos indutores da disseminação e da valorização de experiências de educação integral no Brasil, prática incorporada pelo MEC no Programa Mais Educação. Tem a parceria da União Nacional dos Dirigentes Municipais da Educação (Undime), do Canal Futura e do Colegiado Nacional de Gestores Municipais da Assistência Social (Congemas). Também conta com o apoio do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), da Rede Andi Brasil e do Movimento Todos pela Educação. A 8ª edição teve 1.917 projetos inscritos, os quais atendem diretamente 697.391 crianças e adolescentes.

* Com informações da Fundação Itaú Social e do Cenpec.

Para mais informações:
Assessoria de Comunicação do UNICEF
Pedro Ivo Alcântara
Telefone: (61) 3035 1983
E-mail: pialcantara@unicef.org

 

 
unite for children