Imprensa

Notícias

Notícias de 2013

Notícias de 2012

Notícias de 2011

Notícias de 2010

Notícias sobre o Haiti

Notícias de 2009

Notícias de 2008

Notícias de 2007

Concurso Adobe Youth Voices Aspire Awards UNICEF Challenge

Concurso infanto-juvenil de vídeos de um minuto

Materiais para radialistas

Dia Internacional da Criança no Rádio e na TV

Discursos do Representante do UNICEF no Brasil

Artigos

Outros discursos

Expresso 227

Contatos

 

Dia Mundial de Oração e Ação Pelas Crianças

Brasília, 17 de novembro – Foi lançado nesta terça-feira (17 de novembro), no Senado Federal, o Dia Mundial de Oração e Ação pelas Crianças da região da América Latina e do Caribe. O evento contou com a presença de lideranças religiosas, organizações internacionais, senadores e deputados, organizações da sociedade civil e crianças e adolescentes das escolas do Distrito Federal. A manhã foi dedicada a compartilhar momentos de reflexão e oração.

O evento foi aberto pela Dra. Zilda Arns, coordenadora da Pastoral da Criança Internacional, que explicou o objetivo de evento. “Nós queremos congregar as diferentes religiões num apelo global para que a criança seja respeitada, protegida, estimulada e amada.”

O reverendo Keishi Miyamoto, da Arigatou Foundation International, agradeceu o apoio do UNICEF, da UNESCO, das diferentes organizações das igrejas e religiões pela criação deste dia em que, além de rezar pelas crianças e com as crianças, todos se comprometem com ações para que “cada criança possa celebrar com alegria o seu próprio infinito potencial espiritual – o potencial para brincar, rir, amar, meditar e rezar, o potencial de mudar o mundo”.

A Representante do UNICEF no Brasil, Marie-Pierre Poirier, destacou que a promoção do Dia da Oração e Ação é um indicador de que o tema dos direitos das crianças tem a atenção dos mais diferentes atores sociais. "É muito bonito ver a união de pessoas de diferentes credos e religiões com o objetivo comum de dedicar a crianças suas preces e de assumir compromissos com seus direitos”.

O Prêmio Nobel da Paz Adolfo Peres Ezquivel marcou presença no evento conclamando todos a superar a ideia do pensamento único, da ideologia única e das atitudes de intolerância e desrespeito à diversidade. Ele vê nas crianças a possibilidade de criar uma nova visão de mundo que as prepare para viver com alegria a possibilidade do diálogo, da união e da construção de mais justiça social para todos.

Diversos representantes de igrejas cristãs; de comunidades zen-budistas, da tradição muçulmana, de religiões afro-brasileiras, da tradição hindu, da herança judaica, da cultura religiosa indígena, da tradição baha’i e de diferentes expressões de fé apresentaram como a criança é vista nas suas tradições.

A coordenadora da GNRC (Rede Global de Religiões pela Criança) para a América Latina, Mercedes Roman, sugeriu que o dia 20 de novembro passe a significar um momento de união de todos que impulsione “orações e ações em todo o mundo para que as crianças tenham vida, muita vida e dignidade”.

 

 
unite for children