Imprensa

Notícias

Notícias de 2013

Notícias de 2012

Notícias de 2011

Notícias de 2010

Notícias sobre o Haiti

Notícias de 2009

Notícias de 2008

Notícias de 2007

Concurso Adobe Youth Voices Aspire Awards UNICEF Challenge

Concurso infanto-juvenil de vídeos de um minuto

Materiais para radialistas

Dia Internacional da Criança no Rádio e na TV

Discursos do Representante do UNICEF no Brasil

Artigos

Outros discursos

Expresso 227

Contatos

 

Amazônia discute Saúde e Prevenção nas Escolas

* Por Paulo Lima, enviado especial da Viração a Manaus

Manaus, 24 de junho – Entre os dias 24 e 26 de junho, acontece em Manaus o quarto encontro regional do Projeto Saúde e Prevenção nas Escolas (SPE), o primeiro da Região Norte. O evento reúne cerca de 80 adolescentes e jovens, educadores e gestores dos Estados do Acre, Amazonas, Rondônia e Roraima. O SPE é uma iniciativa dos ministérios da Saúde e da Educação, com o apoio do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), da Organização das Nações para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) e do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA).

Rafael Serra, 16 anos, cursa o 2º ano do Ensino Médio na escola estadual Sebastiana Braga, em Manaus, e participa pela primeira vez de um evento reunindo tanta gente. "Lá na minha escola a gente dá palestras, distribui material informativo sobre as doenças sexualmente transmissíveis e gravidez, nas feiras de ciências e outros eventos da comunidade. Mas não é fácil porque falta apoio de mais professores", conta Rafael, que também participa do Projeto Jovem Cidadão, iniciativa da prefeitura de Manaus que prevê formação profissional nas áreas de informática e administração, entre outras.

O que está chamando muito a atenção de Maicon Alves, 15 anos, e Marcos Soares, 19 aos, de Vilhena (RO), é justamente a oportunidade que eles têm de fazer novas amizades, criar vínculos com outros adolescentes e jovens que atuam na ponta. "Se não houver alguém que aprenda e leve informação, fica difícil o pessoal da escola ficar sabendo sobre os estragos que estão causando o consumo de álcool e a droga, por exemplo", diz Marcos.

O objetivo dos oito encontros regionais até agosto é promover o intercâmbio de experiências do projeto entre os Estados. Além da troca de experiências, a outra meta do evento é identificar, nos Estados participantes, os fatores de êxito e os desafios na implementação do SPE.

O SPE tem como proposta a integração e a articulação permanente entre as políticas e ações de educação e de saúde. Alguns dos enfoques do projeto são redução da incidência das doenças sexualmente transmissíveis e de infecção pelo HIV/aids; redução da incidência de gravidez na adolescência; e redução da evasão escolar relacionada à gravidez na adolescência na população jovem.

"Esses encontros regionais têm sido um sucesso onde já aconteceram. Contamos com a contribuição de especialistas de ato nível que tratam temas fundamentais do SPE, como participação juvenil; diversidade sexual e identidade de gênero; enfrentamento da homofobia nas escolas; saúde sexual e reprodutiva", diz Maria de Fátima Malheiros, representante do Ministério da Educação, que está participando dos encontros regionais pelo Brasil. Ela comemora o fato de que pesquisa recente do MEC revela a adesão de 16 mil escolas públicas às iniciativas do SPE. "A Região Norte está de parabéns, porque a grande maioria já conhece o projeto. Não está havendo grande rotatividade", conta ela.

Para Nara Vieira, do Ministério da Saúde, é importante ressaltar a participação de jovens e adolescentes desde o início do SPE. "Esses encontros regionais estão nos ajudando a agregar novos parceiros e ampliar ainda mais a participação juvenil."

TÁ na MÃO
Acompanhe no site da Viração a cobertura em tempo real do quarto encontro regional do Projeto Saúde e Prevenção nas Escolas, apoiada pelo UNICEF.

 

 
unite for children