Imprensa

Notícias

Notícias de 2013

Notícias de 2012

Notícias de 2011

Notícias de 2010

Notícias sobre o Haiti

Notícias de 2009

Notícias de 2008

Notícias de 2007

Concurso Adobe Youth Voices Aspire Awards UNICEF Challenge

Concurso infanto-juvenil de vídeos de um minuto

Materiais para radialistas

Dia Internacional da Criança no Rádio e na TV

Discursos do Representante do UNICEF no Brasil

Artigos

Outros discursos

Expresso 227

Contatos

 

UNICEF e Mônica apoiam volta às aulas em Santa Catarina

© UNICEF/BRZ/Adriana Alvarenga
Silvio Kaloustian, coordenador de programas do escritório do UNICEF para os Estados de São Paulo, Minas Gerais e Sul do Brasil, com crianças, adolescentes e suas famílias, na entrega dos kits em Gaspar.

São Paulo, 6 de fevereiro – Superados os maiores desafios após as enchentes e deslizamentos provocados pelas fortes chuvas em diversos municípios de Santa Catarina desde o ano passado, crianças e adolescentes preparam-se para voltar às aulas nas próximas semanas. Para apoiá-los, o UNICEF entregou, ontem, dia 5 de fevereiro, 647 kits escolares aos municípios de Gaspar e Luís Alves, dois dos mais afetados pelas chuvas. Os materiais foram arrecadados no final de 2008 pelo Parque da Mônica, em São Paulo, em uma campanha realizada com seus visitantes.

A ação fez parte das iniciativas desenvolvidas com a personagem Mônica, de Mauricio de Sousa, nomeada embaixadora do UNICEF em 2007, e das ações de apoio do UNICEF ao País em situações de emergência. “O objetivo desta ação simbólica é chamar a atenção para a importância da garantia do direito à educação às crianças e aos adolescentes. Em momentos de crise como o que eles viveram em Santa Catarina, é preciso assegurar que meninos e meninas estejam com suas famílias e nas escolas, o que exige um esforço conjunto de governos, sociedade civil e cada cidadão”, explica Silvio Kaloustian, coordenador de programas do escritório do UNICEF para os Estados de São Paulo, Minas Gerais e Sul do Brasil.

Parte dos cadernos, lápis pretos e de cor, gizes de cera, apontadores e borrachas arrecadados pelo Parque da Mônica foram entregues a meninos e meninas que estão abrigados com suas famílias em uma das escolas do município de Gaspar, interior de Santa Catarina. Os demais serão distribuídos pela Secretaria de Educação de Gaspar e Luís Alves antes do início das aulas.

Ao receber sua sacola, os olhos do pequeno Luan de Sousa Miranda, de 1 ano e 7 meses, brilhava de alegria, sentimento compartilhado por sua mãe, Elisiane Fátima de Sousa, que também sonha em voltar a estudar. “Vai ser muito bom para ele poder usar na creche”, explicou Elisiane, que já mora na escola desde novembro do ano passado.

Reconstrução – Os municípios de Gaspar e Luís Alves correm com os últimos preparativos para garantir a retomada das aulas. Em Gaspar, 15 das 25 escolas foram afetadas pelas fortes chuvas. Além disso, algumas delas ainda servem de abrigo para cerca de 60 famílias. Nos próximos dias, elas serão transferidas para outros locais que estão sendo preparados pela prefeitura, para que sejam asseguradas as condições de higiene e privacidade, e as escolas estejam prontas para o início do ano letivo.

“Nossa prioridade agora é ampliar as escolas que ficaram inteiras para que possam receber estudantes de outras unidades que foram destruídas pela chuva. Também estamos correndo para garantir a reestruturação física, com a compra de mesas, cadeiras, geladeiras, fogões e computadores que foram danificados pelas enchentes”, explica o secretário de Educação do município, Neivaldo da Silva. Outro esforço é a reabertura de estradas e ruas que ficaram interditadas, para que os veículos de transporte escolar possam levar os estudantes para as salas de aula.

Em Luís Alves, as creches retomaram suas atividades no início de fevereiro e as aulas do ensino fundamental recomeçam após o carnaval. A assistente social do município, Vera Lúcia Rossi, informa que apenas quatro famílias ainda estão vivendo em escolas, mas serão transferidas para outros abrigos nos próximos dias.

“Também já estamos providenciando acompanhamento psicológico para as famílias afetadas, para que possam retomar suas vidas, pois estão todos ainda muito assustados com o que aconteceu”, afirma Vera Lúcia.

Com os estudantes, a preocupação é recuperar o conteúdo que não foi finalizado em 2008, quando as escolas tiveram de ser fechada. “Por isso, estamos preparando um programa de aulas de reforço para os alunos”, explica a coordenadora pedagógica de Luís Alves, Marili Rosane Hoffman Luciane.

A médio e longo prazos, a meta dos dois municípios é garantir moradia a todas as famílias que perderam suas casas.
Gaspar e Luís Alves foram escolhidos para receber os kits escolares com a ajuda da Defesa Civil de Santa Catarina, considerando as necessidades locais e o recebimento de outras doações recebidas ao longo dos últimos meses.

Mais informações:
Adriana Alvarenga
Assessora de Comunicação do UNICEF
Telefone: (11) 3728 5701
E-mail: aalvarenga@unicef.org

 

 
unite for children