Imprensa

Notícias

Notícias de 2013

Notícias de 2012

Notícias de 2011

Notícias de 2010

Notícias sobre o Haiti

Notícias de 2009

Notícias de 2008

Notícias de 2007

Concurso Adobe Youth Voices Aspire Awards UNICEF Challenge

Concurso infanto-juvenil de vídeos de um minuto

Materiais para radialistas

Dia Internacional da Criança no Rádio e na TV

Discursos do Representante do UNICEF no Brasil

Artigos

Outros discursos

Expresso 227

Contatos

 

Adolescentes de todo o mundo vêm ao Rio de Janeiro para participar do III Congresso Mundial de Enfrentamento da Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

Jovens pedem que governos e organizações internacionais adotem sistemas nacionais de proteção da criança para melhor prevenir e responder à exploração sexual

Rio de Janeiro, 27 de novembro – Cerca de 300 adolescentes de 96 países estão no Brasil participando do III Congresso Mundial de Enfrentamento da Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

Os jovens, vindos da África, Ásia, América Latina, América do Norte e Europa, chegaram ao Rio de Janeiro para trabalhar diretamente com as organizações internacionais e os governos e ajudar a moldar as estratégias futuras para o combate à exploração sexual infantil.

Filip Volf, 17 anos, de Belgrado, na Sérvia, diz que veio ao Brasil porque os jovens têm uma conexão com essa questão que é de valor inestimável para as pessoas que trabalham para acabar com essa terrível violação.

"É fundamental que os adolescentes participem em eventos como este e compartilhem suas idéias com seus pares, os governos e a comunidade internacional", disse Volf. "Esse envolvimento é muito importante porque esses adolescentes vão se tornar amanhã os que tomarão as decisões políticas".

Adolescentes como Filip participaram ativamente durante todo este ano das conversações que culminaram no Congresso Mundial. Centenas de jovens participaram nas várias conferências temáticas e regionais que foram realizadas em todo o mundo em 2008, e as suas contribuições ajudaram a moldar a agenda desta semana.

Uma das ferramentas inovadoras que os adolescentes e jovens usaram para ajudar na comunicação entre si durante a preparação para o Congresso Mundial foi o blog http://www.stopx.org/, criado pelo UNICEF para permitir que eles se reunissem on-line, discutissem o problema da exploração sexual em suas diferentes regiões e decidissem sobre as ações a tomar na luta contra o problema.

Terra Weikel, do UNICEF, afirmou que stopx.org foi uma parte crucial do esforço desses jovens para estarem plenamente capacitados como delegados do Congresso.

"Os adolescentes vieram ao Rio de todas as partes do mundo, e stopx.org realmente ajudou-os a que partilhassem as suas experiências e perspectivas diferentes e se juntassem sem estar na mesma sala", disse Weikel. "Por meio do stopx.org, eles foram capazes de concentrar as suas energias e desenvolver recomendações concretas que esperamos venham a ser consideradas pelos governos e organizações internacionais presentes aqui no Rio".

Algumas das recomendações que os adolescentes estão apresentando aos demais delegados durante o Congresso incluem:
• Harmonização das leis sobre tráfico de pessoas entre os países para assegurar que as vítimas do tráfico possam receber a mesma proteção, independentemente do local onde se encontrem;
• Que as crianças traficadas ou vendidas para o comércio do sexo sejam tratadas como vítimas e não como criminosas; e
• Garantia da existência de serviços especializados no tratamento de crianças que foram exploradas sexualmente.

A presença de adolescentes entre os cerca de 3 mil delegados no Congresso Mundial é um passo importante na confirmação de sua valiosa e efetiva participação no enfrentamento à exploração sexual. O fato de que cerca de 10% de todos os delegados são jovens também é definitivo para promover, em longo prazo, a sua participação no governo, na sociedade civil e nas iniciativas do setor privado.

Liderados pela organização brasileira Viração, os adolescentes também receberam apoio para vir e participar do Congresso Mundial de organizações como UNICEF, Save the Children, Plan International, World Vision, ECPAT, Instituto Internacional para o Desenvolvimento da Cidadania (Iidac), Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda), Serviço Social da Indústria (Sesi), Petrobras e governo do Brasil.

*****
Para mais informações, entre em contato com:
Laura Fantozzi, UNICEF Brasil, +55-61-8166-1631, lfantozzi@unicef.org
Vivian Ragazzi, Revista Viração, +55-21-9890-5524, vivian@revistaviracao.org.br
Geoffrey Keele, UNICEF Nova Iorque, +1-917-605-1696, gkeele@unicef.org
Maria Jose Ravalli, UNICEF América Latina e Caribe,
+54-9-11 737-3809, mjravalli@unicef.org

Para acessar o conteúdo produzido pelos adolescentes durante o III Congresso Mundial de Enfrentamento da Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, visite http://www.stopx.org/

 

 
unite for children