Imprensa

Notícias

Notícias de 2013

Notícias de 2012

Notícias de 2011

Notícias de 2010

Notícias sobre o Haiti

Notícias de 2009

Notícias de 2008

Notícias de 2007

Concurso Adobe Youth Voices Aspire Awards UNICEF Challenge

Concurso infanto-juvenil de vídeos de um minuto

Materiais para radialistas

Dia Internacional da Criança no Rádio e na TV

Discursos do Representante do UNICEF no Brasil

Artigos

Outros discursos

Expresso 227

Contatos

 

Adolescentes e radialistas na luta de prevenção contra o HIV/aids

Representantes de mais de 40 municípios participarão da oficina “HIV/aids: Vamos prevenir? Então vamos comunicar!”, promovida pelo UNICEF, em parceria com a Bemfam

São Luís, 22 de outubro – De 23 a 25 de outubro, será realizada no Sesc Olho D’Água, em São Luís, capital do Maranhão, a oficina “HIV/aids: Vamos prevenir? Então vamos comunicar!”, com a participação de 100 lideranças juvenis e comunicadores do interior do Estado, além de adolescentes participantes de projetos sociais na capital. Promovido pelo UNICEF, em parceria com a Bemfam, o encontro visa a sensibilizar e fortalecer a participação dos adolescentes e comunicadores na mobilização de seus municípios na luta contra a HIV/aids.

“Tanto os adolescentes como os comunicadores têm um grande potencial para contribuir com a prevenção da transmissão do HIV nas suas comunidades. Também é essencial sua participação para que a sociedade supere os preconceitos e estigmas em relação a crianças, jovens e adultos que vivem com o vírus ou já desenvolveram a doença”, destaca Eliana Almeida, coordenadora do escritório do UNICEF em São Luís.

O encontro começa com um panorama da situação da aids no Brasil e no Maranhão, destacando a prevenção e o tratamento como um direito de cada criança e adolescente. A maior parte das crianças de até 12 anos que vivem com o HIV, por exemplo, teve o vírus transmitido pela mãe, que raramente sabe que é soropositiva. Assegurado o direito ao atendimento pré-natal adequado, ao teste do HIV e aos cuidados necessários, a transmissão do vírus para o bebê durante a gravidez, o parto ou a amamentação pode ser prevenida com grande sucesso. Para discutir esse e outros temas, participarão do painel de abertura a coordenadora do Programa Estadual de DST/aids, Silvia Viana, e o promotor da Infância e da Juventude, Dr. Márcio Thadeu Marques, além da coordenadora da Bemfam no Maranhão, Graça Lima, e Eliana Almeida, do UNICEF.

A situação das crianças, dos jovens e dos adultos vivendo com HIV/aids será tema de uma roda de conversa e depoimentos na sexta-feira de manhã, com a participação de integrantes da RNP+ (Rede Nacional de Pessoas Vivendo com Aids) do Maranhão. Estima-se que, em todo o mundo, cerca de 2,3 milhões de crianças e adolescentes com até 15 anos de idade vivam com o HIV. No Brasil, calcula-se que esse número chegue a 21 mil meninos e meninas. “É necessário garantir o direito à particiapação e convivência familiar e comunitária de cada um deles”, ressalta Eliana Almeida.

Na segunda parte do encontro, os participantes produzirão mensagens a ser multiplicadas nos seus municípios e experimentarão como diferentes linguagens podem ser usadas para sensibilização e mobilização do público. Estão previstas quatro oficinas: Rádio, Música, Jornal-mural e Fotografia, realizadas por parceiros do Maranhão e de São Paulo.

Informações para imprensa:
Immaculada Prieto
Assessoria de Comunicação do UNICEF em São Luís
Telefone: (98) 8111 7492
E-mail: iprieto@unicef.org

 

 
unite for children