Imprensa

Notícias

Notícias de 2013

Notícias de 2012

Notícias de 2011

Notícias de 2010

Notícias sobre o Haiti

Notícias de 2009

Notícias de 2008

Notícias de 2007

Concurso Adobe Youth Voices Aspire Awards UNICEF Challenge

Concurso infanto-juvenil de vídeos de um minuto

Materiais para radialistas

Dia Internacional da Criança no Rádio e na TV

Discursos do Representante do UNICEF no Brasil

Artigos

Outros discursos

Expresso 227

Contatos

 

Rede de escolas do Semi-árido vai habilitar professores em Educação contextualizada

© Serta

Recife, 20 de junho – O projeto Jovens pela Educação para a Convivência com o Semi-árido, desenvolvido pela ONG Serta (Serviço de Tecnologia Alternativa), foi lançado oficialmente na quarta-feira 18 de junho, na zona rural de Ibimirim, em plena região semi-árida do Estado de Pernambuco. O projeto é apoiado pelo UNICEF com recursos captados pelo Comitê Holandês para o UNICEF.

O evento de lançamento foi aberto com os adolescentes – alunos do curso de formação de Agentes de Desenvolvimento Sustentável – que conduziram os visitantes pelas hortas, pomares, galinheiros e oficinas que utilizam dezenas de tecnologias apropriadas à convivência com o Semi-árido.

O projeto apoiado pelo UNICEF tem o objetivo de qualificar escolas de referências em 10 municípios do Semi-árido pernambucano (Ibimirim, Inajá, João Alfredo, Lagoa Grande, Manari, Pombos, Riacho das Almas, Salgueiro, São José do Egito, Tacaimbó, Tacaratu, e Tuparetama), para que desenvolvam competências para inspirar outras escolas e habilitar professores na formação de outros profissionais de educação para que atuem, a partir de seu cotidiano escolar, na perspectiva da educação para a Convivência. O coordenador do Serta, Abdalaziz de Moura, explicou que, ao final de três anos, o projeto vai garantir que 800 crianças e adolescentes do Semi-árido tenham "atendimento complementar à escola para uma educação integral e inclusiva".
 
No município de São José do Egito, nem foi preciso o projeto começar para a prefeitura tomar a iniciativa de oferecer contrapartidas para a Escola Municipal Baraúnas, que será a escola de referência nesse município sertanejo. A diretora da escola Evânia Patriota contou que, ao saber do apoio do UNICEF, o prefeito resolveu construir um auditório, equipar o laboratório e comprar 200 novos livros para a biblioteca da escola, onde estudam 197 alunos.

Para mais informações:
Inácio França
Assessor de Comunicação do Escritório do UNICEF em Recife
Telefone: (81) 3059 5705
E-mail: ifranca@unicef.org

 

 
unite for children