Imprensa

Notícias

Notícias de 2013

Notícias de 2012

Notícias de 2011

Notícias de 2010

Notícias sobre o Haiti

Notícias de 2009

Notícias de 2008

Notícias de 2007

Concurso Adobe Youth Voices Aspire Awards UNICEF Challenge

Concurso infanto-juvenil de vídeos de um minuto

Materiais para radialistas

Dia Internacional da Criança no Rádio e na TV

Discursos do Representante do UNICEF no Brasil

Artigos

Outros discursos

Expresso 227

Contatos

 

Fóruns Comunitários mobilizam mais de 2 mil pessoas no Semi-árido sergipano

O enfrentamento de questões que afetam crianças e adolescentes do sertão foi tema de reuniões em 29 cidades inscritas no Selo UNICEF Município Aprovado (Edição 2008). Canindé do São Francisco reuniu o maior público. Cerca de 400 pessoas participaram do processo de avaliação das políticas públicas para a infância.

Salvador, 20 de junho – Trabalho infantil, violência doméstica e gravidez não planejada são algumas das violações dos direitos da infância e da adolescência que mais preocupam a população do Semi-árido sergipano. O enfrentamento dessas e de outras questões que afetam meninas e meninos de até 17 anos foi tema de debates em 29 cidades inscritas no Selo UNICEF Município Aprovado (Edição 2008). Na primeira quinzena de junho, mais de 2 mil pessoas participaram dos chamados Fóruns Comunitários, ou espaços de avaliação das políticas públicas para crianças e adolescentes.

Os Fóruns reuniram estudantes atendidos por projetos sociais, profissionais do Programa de Saúde da Família (PSF), lideranças de sindicatos de trabalhadores rurais, grupos de mulheres e associações comunitárias, artistas populares e promotores públicos, entre outras representações de organizações da sociedade civil.

“As reuniões tiveram a cara do povo, diversidade. Foram importantes momentos de articulação de pessoas que não estão acostumadas a participar de espaços formais de discussão de políticas públicas”, diz Sanádia Gama, assessora educacional do Centro Dom José Brandão de Castro (CDJBC), ONG parceira do UNICEF na implementação do Selo.

Regiane Alves, articuladora de Riachão do Dantas, concorda que o Fórum é um importante momento de escuta da comunidade. “A reunião superou as minhas expectativas. Fizemos a mobilização, e a população compareceu. A participação dos adolescentes do Agente Jovem e das famílias contempladas pelo Bolsa Família foi muito importante”, diz.

A realização do Fórum Comunitário é pré-requisito para a continuidade do município no Selo UNICEF. Em Sergipe, 80% dos inscritos permanecem na caminhada pela certificação. Na primeira edição do projeto (2005-2006), apenas 35% dos municípios promoveram as reuniões públicas, cumprindo passos importantes previstos na metodologia.

Canindé do São Francisco reuniu o maior público entre os Fóruns Comunitários de Sergipe. Mais de 400 pessoas participaram do encontro. “Anunciamos amplamente em nosso programa de rádio, que tem um espaço dedicado ao Selo UNICEF e é produzido com crianças do Peti. Também divulgamos em carro de som, por uma semana, e fizemos 25 faixas. A mobilização no município começou com a inscrição no Selo. Está todo mundo engajado”, comemora a articuladora Maria de Lourdes Brito.

O mediador do UNICEF, Emanuel Rocha, constatou que os resultados são melhores quando há uma boa articulação entre Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), responsável pela organização do Fórum, prefeitura e outras entidades atuantes na área da infância. “Nos municípios mais organizados, a participação foi maior e as pessoas estavam inteiradas sobre o Selo, contribuindo mais no debate”, diz.

Em diversas cidades, a população foi recepcionada por grupos culturais formados por crianças e adolescentes, com muita música, contação de histórias, capoeira e dança regional. Em Poço Redondo, a trupe Raízes Nordestinas, da comunidade rural de Queimadas, contou a história do Selo numa apresentação teatral muito aplaudida pela comunidade.

Promoveram Fóruns Comunitários: Amparo do São Francisco, Aquidabã, Areia Branca, Campo do Brito, Canindé do São Francisco, Cedro de São João, Carira, Cumbe, Frei Paulo, Gararu, Itabaiana, Lagarto, Macambira, Moita Bonita, Monte Alegre, Nossa Senhora Aparecida, Nossa Senhora das Dores, Nossa Senhora da Glória, Pedra Mole, Pinhão, Poço Redondo e Poço Verde, Própria, Porto da Folha, Riachão do Dantas, Ribeirópolis, São Miguel do Aleixo, Simão Dias e Tobias Barreto.

Em dezembro, o UNICEF vai anunciar os municípios aprovados na Edição 2008 do Selo.

Mais informações:
Andréia Neri – Assessora de Comunicação do Escritório do UNICEF em Salvador
Telefone: (71) 3183 5700
E-mail: aneri@unicef.org

 

 
unite for children