Imprensa

Notícias

Notícias de 2013

Notícias de 2012

Notícias de 2011

Notícias de 2010

Notícias sobre o Haiti

Notícias de 2009

Notícias de 2008

Notícias de 2007

Concurso Adobe Youth Voices Aspire Awards UNICEF Challenge

Concurso infanto-juvenil de vídeos de um minuto

Materiais para radialistas

Dia Internacional da Criança no Rádio e na TV

Discursos do Representante do UNICEF no Brasil

Artigos

Outros discursos

Expresso 227

Contatos

 

Municípios são capacitados para avaliar políticas públicas para a infância e a adolescência

Salvador, 12 de maio – Começou o processo de avaliação dos municípios do Semi-árido inscritos no Selo UNICEF Município Aprovado (Edição 2008). Depois de selecionar os chamados mediadores, ou profissionais que vão monitorar, no sertão sergipano, avanços na promoção dos direitos da infância e adolescência, o UNICEF vai preparar técnicos das próprias cidades para o desenvolvimento de ações de controle social.

Nos dias 13 e 14 de maio, Conselheiros Municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente e articuladores do Selo participarão de treinamento no CEMARH – Centro Municipal de Aperfeiçoamento de Recursos Humanos (Rua Carlos Correia, 260, Siqueira Campos), das 8h30 às 16h30. A formação tem o apoio do Centro Dom José Brandão de Castro (CDJBC), organização não-governamental parceira do UNICEF na implementação do Selo Município Aprovado.

“Não queremos simplesmente verificar indicadores sociais. Oferecemos apoio técnico aos municípios na articulação e fortalecimento das políticas para a infância. Além disso, estimulamos a participação da sociedade no acompanhamento das ações da gestão pública, contribuindo nos processos e avaliando os resultados das políticas sociais”, diz Salvador Soler, coordenador do Selo UNICEF em Sergipe.

Na terça-feira (13/05), representantes de 15 municípios participarão do evento: Amparo do São Francisco, Aquidabã, Areia Branca, Cedro de São João, Frei Paulo, Itabaiana, Lagarto, Pedra Mole, Pinhão, Poço Verde, Propriá, Riachão do Dantas, Simão Dias, Telha e Tobias Barreto.

Na quarta-feira (14/05), outras 16 cidades serão contempladas: Campo do Brito, Canindé do São Francisco, Carira, Cumbe, Feira Nova, Gararu, Macambira, Moita Bonita, Monte Alegre, Nossa Senhora Aparecida, Nossa Senhora da Glória, Nossa Senhora das Dores, Poço Redondo, Porto da Folha, Ribeirópolis e São Miguel do Aleixo.

Os técnicos capacitados deverão apoiar o UNICEF na análise do trabalho desenvolvido pelos municípios nas áreas de educação, saúde e proteção da infância e adolescência, para o alcance das 12 metas do eixo de Gestão de Políticas Públicas do Selo 2008. O processo de avaliação prevê duas etapas – uma quantitativa e outra qualitativa.

Na quantitativa, o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) articula uma Comissão Organizadora de Avaliação, responsável pela coleta e envio ao UNICEF de informações referentes à cobertura dos serviços públicos de cinco dos 12 objetivos de Gestão. A Comissão checa, por exemplo, se o município oferece educação integral e contextualizada, programas de prevenção ao HIV/aids e sistema de abastecimento de água para consumo humano.

Na etapa qualitativa, o CMDCA organiza o Fórum Comunitário de Avaliação, uma consulta popular sobre políticas e programas sociais relacionados às 12 metas. De acordo com a metodologia do Selo, o Fórum deve contar com a participação mínima de 21 pessoas. Nenhuma delas pode ter cargo público. O Conselho precisa convidar oficialmente pessoas como conselheiro tutelar, liderança religiosa, comunicador, vereador, professor, profissional do Programa de Saúde da Família (PSF), artista popular e técnico de organização não-governamental.

A reunião é aberta ao público. Qualquer pessoa pode acompanhar o encontro, inclusive funcionários do governo. Mas somente as lideranças previamente mobilizadas pelo CMDCA, com nome registrado em ata de reunião sobre o Fórum, têm o direito de expressar opiniões e votar. Todos os municípios inscritos no projeto vão receber exemplares do Manual de Avaliação da Gestão de Políticas Públicas, já disponível na Biblioteca deste site.

Mais informações:
Andréia Neri – Telefone: (71) 9199 0913 ou
Elis Gardênia – Telefone: (79) 3259 6971

 

 
unite for children