Imprensa

Notícias

Notícias de 2013

Notícias de 2012

Notícias de 2011

Notícias de 2010

Notícias sobre o Haiti

Notícias de 2009

Notícias de 2008

Notícias de 2007

Concurso Adobe Youth Voices Aspire Awards UNICEF Challenge

Concurso infanto-juvenil de vídeos de um minuto

Materiais para radialistas

Dia Internacional da Criança no Rádio e na TV

Discursos do Representante do UNICEF no Brasil

Artigos

Outros discursos

Expresso 227

Contatos

 

UNICEF entrega primeiro lote genérico do anti-retroviral Efavirenz ao Brasil

Brasília, 2 de julho – A Representante do UNICEF no Brasil, Marie-Pierre Poirier, entregou o primeiro lote do anti-retroviral genérico Efavirenz ao diretor-adjunto do Programa Nacional de DST e Aids, do Ministério da Saúde, Eduardo Barbosa, nesta segunda-feira, 2 de julho, às 16h30, no setor de cargas do Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek. Estavam presentes ainda o coordenador do Unaids no Brasil, Laurent Zessler, e Fabio Santos e Raimundo Lima, representantes da Rede Nacional de Pessoas Vivendo com HIV.

O Efavirenz, produzido pelo laboratório indiano Aurobindo, foi comprado pelo governo brasileiro, por meio do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), e em breve estará disponível na rede pública de saúde para as 75 mil pessoas que vivem com o HIV e usam o medicamento como parte do tratamento. No primeiro lote, estão 112,6 mil frascos da dose adulta (3,378 milhões de comprimidos) e 1,2 mil frascos da dose pediátrica (108 mil cápsulas).

Até janeiro de 2008, serão entregues outros quatro lotes do Efavirenz, que, somados ao medicamento já recebido, totalizará cerca de 13,5 milhões de comprimidos. O número é suficiente para atender a seis meses de demanda pelo medicamento.

Em maio deste ano, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou o licenciamento compulsório do Efavirenz. O UNICEF e a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), então, a pedido do Programa Nacional de DST e Aids, do Ministério da Saúde, compraram na Índia a versão genérica do medicamento produzido pelo Aurobindo. “Assim que recebemos o pedido do Ministério, colocamos à disposição do Brasil a Divisão de Compras do UNICEF, na certeza de que nossos contatos globais assegurariam a compra de medicamentos de qualidade em um prazo curto”, explicou Marie-Pierre Poirier.

Apenas neste ano, as aquisições do medicamento em sua versão genérica vão proporcionar uma economia de mais de US$ 30 milhões aos cofres públicos.

O UNICEF é reconhecido em todo o mundo pelo grande volume de compras de medicamentos e vacinas. A divisão de suprimentos do UNICEF, em Copenhague, na Dinamarca, é responsável pela aquisição de 40% das vacinas destinadas a crianças em todo o mundo, de drogas anti-retrovirais para 49 países e é um dos maiores compradores de redes anti-mosquito (para prevenção da malária) e de alimentos terapêuticos para crianças. Por isso, o UNICEF consegue comprar medicamentos a baixos preços junto a laboratórios em todo o mundo. “O apoio do UNICEF foi fundamental para garantirmos os medicamentos a todas as pessoas que precisam dele e a agilidade da resposta foi impressionante”, reconheceu o diretor-adjunto do Programa Nacional, Eduardo Barbosa.

O laboratório Aurobindo é pré-qualificado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pelo Food and Drug Administration (FDA), agência reguladora dos Estados Unidos, com testes de bioequivalência e biodisponibilidade.

No Brasil, estima-se, ao todo, que haja 600 mil pessoas vivendo com o vírus da aids, sendo 240 mil mulheres. Nos últimos anos, houve uma queda importante no número de casos de transmissão vertical (durante a gestação, o parto ou pelo aleitamento materno), mas o número de casos entre mulheres e, principalmente, entre adolescentes negras cresce mais rápido do que entre outros grupos populacionais. Em todo o mundo, o UNICEF coordena a campanha Unidos com as crianças e os adolescentes – Unidos vamos vencer a aids!. No Brasil, o apoio ao Programa Nacional em ações de prevenção e o apoio na compra dos medicamentos é uma das ações do UNICEF, no marco da campanha mundial.

Os medicamentos chegarão aos postos de saúde até o início de agosto.

Mais informações:
Rachel Mello, UNICEF Brasil, (61) 3035 1947, rmello@unicef.org
Pedro Ivo Alcantara, UNICEF Brasil, (61) 3035 1983

 

 
unite for children