Nossas prioridades

Infância e adolescência no Brasil

Sobreviver e se desenvolver

Aprender

Proteger(-se) do HIV/aids

Crescer sem violência

Ser prioridade absoluta nas políticas públicas

Adolescentes

Raça e etnia

Esportes e lazer

Cooperação Horizontal Sul-Sul

Lista das instituições apoiadas pelo UNICEF

 

UNICEF mobiliza municípios no combate ao Aedes aegypti

O mosquito Aedes aegypti transmite dengue, zika e chikungunya. #CombateAedes

O Brasil está em estado de alerta após um aumento expressivo dos casos de microcefalia em recém-nascidos, registrados principalmente na Região Nordeste do País. Segundo o Ministério da Saúde, de meados de outubro de 2015 até 20 de agosto de 2016, foram notificados 9.091 casos suspeitos de microcefalia. Dessas notificações, 4.278 foram descartadas; 1.845, confirmadas para microcefalia e outras alterações do sistema nervoso; e 2.968 continuam em investigação. Até 2014, a média histórica no Brasil havia sido de 156 casos de microcefalia por ano.

O Ministério da Saúde confirmou a relação entre os casos de microcefalia e o vírus zika, embora ainda não se saiba ainda exatamente como isso acontece. Essa associação demanda medidas urgentes para prevenção de novas infecções do vírus zika, que é transmitido pelo Aedes aegypti, vetor também da dengue e da chikungunya. Por isso, é importante que todos estejam cientes dos riscos, de como se prevenir e ajudar a eliminar o mosquito e seus criadouros.

Orientações para a população
A forma mais eficaz de prevenção é o combate ao mosquito Aedes aegypti. Seguem algumas ações periódicas que a população deve tomar:

  • Verificar se a caixa d’água está bem tampada
  • Deixar as lixeiras bem tampadas
  • Colocar areia nos pratos de plantas
  • Recolher e acondicionar o lixo do quintal
  • Limpar as calhas
  • Cobrir a piscina
  • Tapar os ralos e baixar as tampas dos vasos sanitários
  • Limpar a bandeja externa da geladeira
  • Limpar e guardar as vasilhas dos bichos de estimação
  • Limpar a bandeja coletora de água do ar-condicionado
  • Cobrir bem a cisterna
  • Cobrir bem todos os reservatórios de água

A limpeza não se restringe só às residências. É importante ficar atento a possíveis focos de água parada na escola, no trabalho e em outros locais frequentados diariamente.

Áreas de maior vulnerabilidade e prevenção
As áreas com mais focos do mosquito transmissor estão concentradas nas regiões Norte, Nordeste e Sudeste, mas quase todos os estados brasileiros possuem áreas de risco ou alerta para a presença do mosquito Aedes aegypti. Esses focos podem surgir por meio do acúmulo de lixo, armazenamento de água em cisternas e caixas d’água e pequenos reservatórios nas casas. É importante que a população esteja atenta, conheça as formas de cuidado e faça vistorias periódicas para eliminar recipientes que acumulam água parada.

Atuação do UNICEF
O UNICEF está atuando em parceria com o Ministério da Saúde na mobilização da população para a erradicação do Aedes aegypti, transmissor do vírus zika e de outras doenças. Assim, as informações relevantes ao combate do mosquito e sobre como se prevenir podem chegar mais rápido a todas as regiões do País.

Por meio das iniciativas Selo UNICEF Município Aprovado e Plataforma dos Centros Urbanos, o UNICEF pretende alcançar os mais de 1.700 municípios brasileiros em que atua diretamente na Amazônia e no Semiárido e nas áreas mais vulneráveis de oito capitais brasileiras.

Material para radialistas
Spots para rádio, gravados pelo embaixador do UNICEF no Brasil Renato Aragão. Faça o download gratuito abaixo e veicule na sua programação. Para mais informações, escreva para Pedro Ivo Alcantara (pialcantara@unicef.org) ou Letícia Sobreira (lsobreira@unicef.org).

Formato MP3: Spot 1Spot 2Spot 3
Formato WAV: Spot 1Spot 2Spot 3

[Para baixar os spots acima, clique com o botão direito do mouse no link do spot e clique novamente em <salve como> ou <salve destino como> ou <salve link como>. Dependendo do navegador, o comando pode mudar.]

Material para as redes sociais
Compartilhe os posts do UNICEF nas suas redes sociais. Acompanhe nossas publicações no Facebook, Twitter e Instagram.


[Clique nas imagens acima para ampliá-las]

Informações adicionais

Visite o hotsite http://combateaedes.saude.gov.br/

O Ministério da Saúde atualiza semanalmente as informações sobre a epidemia do vírus zika e a microcefalia. Acesse aqui o Boletim, atualizado toda semana: http://portalsaude.saude.gov.br/index.php/o-ministerio/principal/leia-mais-o-ministerio/197-secretaria-svs/20799-microcefalia

Perguntas e respostas (Ministério da Saúde):
http://www.blog.saude.gov.br/perguntas-e-respostas/50346-perguntas-e-respostas-microcefalia

Informações sobre repelentes:
http://www.ebc.com.br/noticias/saude/2015/12/zika-virus-repelente-adequado-contra-mosquito-aedes-aegypti

Sobre o protocolo de atenção a crianças com microcefalia:
http://portalsaude.saude.gov.br/index.php/cidadao/principal/agencia-saude/21241-saude-lanca-protocolo-de-atencao-a-saude-para-microcefalia

*Atualizado em 29 de agosto de 2016

 

 
unite for children
and