Nossas prioridades

Infância e adolescência no Brasil

Sobreviver e se desenvolver

Aprender

Proteger(-se) do HIV/aids

Crescer sem violência

Ser prioridade absoluta nas políticas públicas

Adolescentes

Raça e etnia

Esportes e lazer

Cooperação Horizontal Sul-Sul

Lista das instituições apoiadas pelo UNICEF

 

Fora das ruas, as oportunidades de aprendizado

© UNICEF/BRZ/Aldir Rodrigues_Arquivo Pé no Chão

Ronald Barbosa tem 16 anos e mora com os pais e cinco irmãos (três meninos e duas meninas) no bairro do Arruda, na cidade do Recife, Estado de Pernambuco. Há três anos, ele começou a participar das atividades promovidas pelo grupo Pé no Chão, ONG parceira do UNICEF e que atua na sua comunidade. O trabalho da organização tem como foco crianças e adolescentes em situação de rua: as ações realizadas exploram os potenciais artísticos e linguísticos dessas meninas e meninos de forma lúdica, acolhedora e com linguagem adequada.

A organização trabalha com temas relacionados ao cotidiano desse grupo, marcado pelas violações de direitos, a violência urbana, o uso de drogas,  o controle do HIV e das DST, além da violência sexual. Em suas ações, atua com temas como direitos sexuais e reprodutivos e redução de danos. A importância da permanência desses meninos e meninas na escola e o fortalecimento dos vínculos familiares são sempre ressaltados como condições essenciais para ajudá-los a construir opções que permitam que eles possam construir seus projetos de vida.

O maior prazer de Ronald é ver os amigos reunidos na “roda da união”, momento em que compartilham problemas, experiências e sonhos. “Gosto das atividades, e gosto mais de discotecar nas pick-ups nos “Ecos da Periferia”. Aprendi a conviver em grupo com outras pessoas, cuidar mais da minha saúde e a me prevenir na hora de sair com alguma gatinha, e a mixar as músicas no computador. Foi um amigo que me chamou para conhecer o grupo Pé no Chão e eu aceitei porque eu ficava andando pelas ruas. Quando ia para a escola, não tinha vontade de fazer nada. Quero ser operador de estúdio de gravação musical e ensinar tudo o que aprendi. Vou passar adiante meus conhecimentos para que outras pessoas tenham as mesmas oportunidades que eu tive”, disse Ronald.

 

 
unite for children