Nossas prioridades

Infância e adolescência no Brasil

Sobreviver e se desenvolver

Aprender

Proteger(-se) do HIV/aids

Crescer sem violência

Ser prioridade absoluta nas políticas públicas

Adolescentes

Raça e etnia

Esportes e lazer

Lista das instituições apoiadas pelo UNICEF

 

Família Brasileira Fortalecida: estratégia para melhorar as competências familiares

© UNICEF/BRZ/Chico Gadelha
Adriana, agente de saúde, explica a Nívea Mara, sob o olhar atento de Mara Beatriz, como evitar que bebês se acidentem.

A gravidez não foi planejada. Mas, em julho de 2006, veio ao mundo Mara Beatriz da Silva Oliveira. Uma reviravolta para Nívea Mara da Silva que, aos 19 anos, foi surpreendida pela maternidade. No embalo das novas experiências, Nívea conta da importância do acompanhamento de Adriana Pereira, a agente de saúde que, desde o primeiro mês, zela de perto pela saúde da pequena Mara. “Hoje estou mais segura, tenho minha mãe e a Adriana; mas no começo tudo era motivo de pânico”, desabafa a jovem mãe.

Marinheira de primeira viagem, Nívea conta que o volume de informações repassadas pela agente Adriana, às vezes, era grande para quem, há poucos meses, nem se imaginava com tanta responsabilidade. Mas Nívea é uma mãe de sorte. Horizonte, a cidade onde mora, localizada a 40 km de Fortaleza (Ce), é especialmente preocupada com a saúde das crianças. Prova disso é que o município é vencedor das quatro edições do Selo UNICEF Município Aprovado. Entre os muitos frutos colhidos, desde dezembro de 2006, graças ao kit Família Brasileira Fortalecida, elaborado pelo UNICEF com a participação de 28 parceiros e do governo federal, tornou-se mais fácil para os agentes de saúde ensinar mães como cuidar melhor de si e de seus filhos.

O kit, formado por cinco álbuns que explicam, de maneira simples e prática, os cuidados necessários para as crianças desde a gestação até os 6 anos de idade, é utilizado pelos agentes de saúde para repassar às famílias informações básicas para a saúde de gestantes e bebês. O sucesso foi tamanho que todas as 72 agentes de Horizonte utilizam diariamente o material, em visitas domiciliares e reuniões em escolas ou associações comunitárias.

Olhando para o sorriso farto da filha, enfeitado com seis dentinhos, Nívea consegue lembrar da surpresa quando, com apenas três meses, a pequena Mara apresentou os sintomas da dentição. “Febre, diarréia, enjôo... Logo apareceram os dois primeiros dentes”. Não demorou e a mãe percebeu que a chegada precoce da dentição trazia uma nova tarefa diária. “Sinceramente, antes eu achava que escovar os dentes era coisa de criança maior. Um dia, a Adriana veio com o álbum e me falou sobre higiene bucal. Com a ajuda das dicas, hoje limpo os dentinhos da Mara mais de uma vez por dia, do jeitinho que aprendi. Acho que é muita sorte da minha filha que eu tenha aprendido isso, porque muitas crianças que têm problema com os dentes podiam evitar se as mães fizessem a limpeza desde cedo”, ensina Nívea.

Falante, a mãe conta com desenvoltura outros benefícios do kit. “No interior, a gente pensa que alimentação certa para criança pequena é mingau. Eu tinha sido orientada pela Adriana a variar a comida da Mara. Mas teve uma dica muito legal, que fiquei sabendo pelo álbum. Lá dizia que a cada mês, deveríamos inserir novidades no cardápio do bebê. Assim eu fiz e hoje a Mara come muito bem: ela aceita frutas, verduras legumes; a gente fica até surpreso!”, conta, animada, a jovem mãe.

Há apenas alguns meses sendo acompanhada com a ajuda do kit, Nívea revela que até fica mais relaxada por saber que existe um material feito pelo UNICEF sobre a saúde dos bebês. “Por exemplo, havia dias em que eu ficava com uma dúvida e pensava ‘eu tenho que perguntar isso pra Adriana’, mas acabava esquecendo quando ela vinha aqui em casa. Agora, que eu sei que tem um material com todos os detalhes, às vezes, só quando vejo no álbum é que percebo que eu tinha dúvidas exatamente sobre aquilo”, declara Nívea.

 

 
unite for children