Nossas prioridades

Infância e adolescência no Brasil

Sobreviver e se desenvolver

Aprender

Proteger(-se) do HIV/aids

Crescer sem violência

Ser prioridade absoluta nas políticas públicas

Adolescentes

Raça e etnia

Esportes e lazer

Cooperação Horizontal Sul-Sul

Lista das instituições apoiadas pelo UNICEF

 

Histórias de vida

Jovem descobre que vive com HIV, torna-se ativista e trabalha para divulgar o teste rápido
Welton Gabriel, 26 anos, vive com o vírus HIV e atua como educador da estratégia Viva Melhor Sabendo Jovem em São Paulo, que é implementada pela Secretaria Municipal de Saúde, tem o apoio do UNICEF e a parceria técnica da ONG Viração.

Fique Sabendo Jovem: adolescente vivendo com HIV, diagnosticado pelo projeto, supera a depressão e torna-se um jovem mobilizador
"Na hora eu fiquei decepcionado comigo mesmo, só pensava que ia morrer. Fiquei descontrolado, tive uma reação muito ruim ao resultado, nunca pensei que eu pudesse ter HIV", conta Bernardo*, 20 anos.

Vivendo e convivendo: duas jovens de Fortaleza lideram grupo de adesão e inspiram outros adolescentes sobre a importância da amizade e do tratamento antirretroviral
Faby, 16, e Lucia, 18, se conheceram há um ano e meio. Apesar da relutância da primeira em se abrir a uma nova amizade, Lucia insistiu e tornaram-se amigas. Atualmente, participam ativamente de ações de empoderamento e protagonismo juvenil em Fortaleza.

Fora das ruas, as oportunidades de aprendizado
Ronald Barbosa tem 16 anos e mora com os pais e cinco irmãos (três meninos e duas meninas) no bairro do Arruda, na cidade do Recife, Estado de Pernambuco.

Tecer o futuro: informação contra o preconceito
Com o Tecer o futuro, Juliana e seus amigos passaram a aprender mais sobre sua própria saúde e como viver melhor, e encontraram espaço para lutar contra um dos maiores desafios: o preconceito da sociedade contra quem vive com HIV/aids.

Prevenção do HIV/aids: adolescentes ajudam uns aos outros
Ainoan, 14 anos, participa do projeto Saúde e Prevenção nas Escolas, uma iniciativa dos ministérios da Saúde e Educação, UNICEF, UNESCO e UNFPA que privilegia a escola como espaço para a articulação de políticas de prevenção para adolescentes e jovens.

Grupo Positivo: enfrentando o preconceito contra o HIV/aids
Com o apoio do UNICEF, Cristiane participa de encontros nacionais e internacionais de adolescentes vivendo com HIV, que tem como objetivo o fortalecimento de grupos locais, a troca de experiências e a organização política desses jovens.

 

 

 

 

Colabore com o UNICEF

   
unite for children