2ª quinzena de fevereiro - 2005
Comitê Internacional de Nutrição reúne mais de mil pessoas em Brasília
O Comitê Permanente de Nutrição das Nações Unidas (SCN) reúne-se em Brasília entre os dias 14 e 18 de março. O evento é uma espécie de fórum mundial de debates sobre políticas de nutrição e sobre o direito humano à alimentação adequada. Mais de mil pessoas, entre brasileiros e estrangeiros, vão participar da reunião, representando os governos dos países, entidades internacionais e a sociedade civil.

No Brasil, o combate à desnutrição infantil representa um grande desafio, pois ainda não existem indicadores suficientes sobre a situação nutricional das crianças. Atualmente, cerca de 8,1% nascem com peso menor do que o recomendado, para os padrões de uma criança saudável. Para honrar o compromisso assumido na Sessão Especial das Nações Unidas sobre a Criança, o País deveria, até 2010, reduzir essa proporção para 5,1%, mas a meta dificilmente será alcançada. Nos últimos anos, segundo o Ministério da Saúde, houve um aumento do número de crianças com baixo peso ao nascer.

Países ibero-americanos formam rede de comunicação pela infância

A partir de março, comunicadores, jornalistas e estudantes de comunicação de todos os países ibero-americanos terão mais uma oportunidade de buscar e trocar novas experiências e discutir a qualidade da informação sobre a infância e a adolescência na América Latina, na Espanha e em Portugal.

A comunidade virtual Ação 17 será um espaço para trocar idéias, refletir e debater a abordagem da mídia e as melhores maneiras de tratar os temas de interesse da criança e do adolescente. A iniciativa é uma parceria entre o UNICEF, a Agência de Notícias dos Direitos da Infância (Andi) e a Rede Andi América Latina.

A página estará disponível em português e espanhol. Acesse agora http://www.accion 17.org, conheça o projeto e faça parte desta rede.

UNICEF lança selo para municípios do Semi-árido

O Selo UNICEF Município Aprovado, que será lançado em abril, pretende ser um incentivo aos quase 1.500 municípios do Semi-árido que apresentarem melhora nos indicadores sociais da infância e da adolescência nos próximos dois anos.

As prefeituras dos municípios que se inscreverem receberão apoio do UNICEF para fortalecer seus serviços de saúde, educação e proteção e garantir, a suas crianças e seus adolescentes, melhores oportunidades de desenvolvimento. Os municípios que alcançarem as metas preestabelecidas serão reconhecidos com o Selo.

O Selo faz parte da iniciativa Um mundo para a criança e o adolescente do Semi-árido. Para saber mais, acesse http://www.unicef.org.br

UNICEF lança estudo sobre crianças e pobreza nos países ricos

No dia 1º de março, o UNICEF lança, na Europa, relatório sobre crianças e adolescentes que vivem em situação de pobreza nos países ricos. Na maioria dos países desenvolvidos, a proporção de crianças e adolescentes pobres aumentou nos últimos dez anos.

O relatório analisa a situação de meninos e meninas em 26 dos 30 países da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômicos (OCDE). Em alguns países, a porcentagem de crianças vivendo em situação de pobreza ultrapassa 20%. A publicação mostra que a garantia de serviços básicos para essas crianças dependem dos investimentos de cada governo na área social e da taxa de desemprego do país. Os dados do relatório estão embargados até o dia do lançamento.

A publicação estará disponível, em inglês, no site http://www.unicef.org

  Brasil - O Brasil não integra a OCDE. A pobreza no País está claramente concentrada na infância e na
  adolescência. O último censo demográfico do IBGE apontou que 27,4 milhões de meninos e meninas vivem em
  famílias com renda per capita de até meio salário mínimo. Isso representa 45% da população de 0 a 17 anos.
  O percentual da população brasileira em situação de pobreza é de 33,5%.
O nome deste boletim é uma homenagem ao artigo 227 da Constituição Federal que trata dos direitos de crianças e adolescentes brasileiros.
O artigo 227 é regulamentado pelo Estatuto da Criança e do Adolescente.

Toda a legislação referente a crianças e adolescentes pode ser encontrada na biblioteca virtual do UNICEF, disponível em http://www.unicef.org/brazil.
Para mais informações sobre os assuntos e projetos descritos neste boletim,
ou para agendar entrevistas com os profissionais do UNICEF, entre em contato com
Rachel Mello - tel.: (61) 3035 1947 ou Flávia Ribas - tel.: (61) 3035 1951