Ano 4 - 1ª quinzena de agosto de 2007
SEMINÁRIO NO RIO DE JANEIRO DISCUTE EDUCAÇÃO COMUNITÁRIA

No dia 16 de agosto, o UNICEF promove, no Rio de Janeiro, o seminário O Direito de Aprender – Educação Integral e Comunitária. Em parceria com o Ministério da Educação, as prefeituras de Nova Iguaçu e Belo Horizonte, a Fundação Educar D’Paschoal e a Cidade Escola Aprendiz, o encontro de educadores, representantes de ONGs, gestores municipais de educação e parceiros do setor privado acontece no Auditório da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (FIRJAN), que apóia o evento. O encontro começa às 9h e termina às 18h.

O tema central das apresentações e debates do Seminário é a interação entre escolas, comunidades e parceiros para promover a educação integral de meninos e meninas, um conceito que combina a educação formal escolar com atividades complementares à escola (reforço escolar,atividades culturais, esportes, oficinas e lazer).

Experiências bem-sucedidas

Durante o Seminário, acontece o lançamento do livro Bairro-Escola: Passo a Passo. Na publicação, três experiências bem-sucedidas de educação comunitária e integral propõem a elaboração de políticas de educação para criar Cidades Educadoras. O Bairro-Escola de Nova Iguaçu, o de São Paulo e a Escola Integrada em Belo Horizonte são exemplos que visam a garantir a qualidade do ensino com o fortalecimento de parcerias e a participação das famílias e das comunidades na educação das crianças brasileiras.

O Brasil tem 21 milhões de adolescentes com idade entre 12 e 18 anos, representando 11% da população. Mais de 3,5 milhões estão fora da escola. De cada 100 estudantes que entram no ensino fundamental, 82 concluem a 5ª série, 59 terminam a 8ª série e apenas 40, o ensino médio. A evasão escolar e a falta às aulas ocorrem por diferentes razões, incluindo violência e gravidez precoce, o que explica a taxa de evasão entre as meninas. Em 2003, 340 mil adolescentes (12-17 anos) tornaram-se mães, um terço delas vivia na Região Nordeste, e a maioria era negra.

Para o UNICEF, a educação integral e comunitária é uma resposta possível aos desafios da universalização e da qualidade da educação no País.

O objetivo do Seminário é disseminar experiências como a do Nós do Morro, das prefeituras de BH e Nova Iguaçu, o papel da iniciativa privada e da escola para melhorar a qualidade da educação nas escolas, incrementar a aprovação e a aprendizagem dos alunos, reduzir a evasão escolar, a repetência e a distorção idade-série.

Outros três seminários sobre Educação Integral e Comunitária ocorrerão ainda neste ano em São Paulo, Salvador e Fortaleza. A programação completa do evento está disponível em www.unicef.org.br

INSCRIÇÕES ABERTAS PARA O PRÊMIO ESCOLA 2007

As escolas públicas de ensino fundamental e médio têm até o dia 31 de agosto para se inscrever no Prêmio Escola 2007. A iniciativa promove um concurso de cartazes feitos pelos estudantes sobre prevenção às doenças sexualmente transmissíveis (DST) e aids. O tema desta edição é “Como eu posso contribuir para a prevenção da aids?”.

O Prêmio Escola tem o objetivo de estimular estudantes, educadores e a toda a comunidade escolar a desenvolver projetos de educação sexual que tratem de temas como práticas sexuais seguras, gravidez na adolescência, prevenção ao uso de drogas e de comportamentos que expõem crianças e adolescentes às DST/aids. Para isso, cada escola deve promover um concurso de cartazes entre seus alunos e inscrever a peça vencedora, que será avaliada por uma comissão julgadora.

Os estudantes e os professores coordenadores do concurso receberão um computador cada e um diploma, além de um passeio cívico por Brasília, onde acontece a cerimônia de premiação em dezembro. As escolas também vão receber um computador, softwares educativos e outros materiais pedagógicos.

A premiação faz parte das atividades do programa Saúde e Prevenção nas Escolas e conta com a parceria do Fundo das Nações Unidas Para a Infância (UNICEF), a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), do Escritório das Nações Unidas contra Drogas e Crimes (UNODC), do Fundo das Nações Unidas para Populações (UNFPA), do Programa Nacional de DST e Aids, do Ministério da Saúde, e Ministério da Educação.

Mais informações no site www1.unesco.org.br/premioescola2007

STAYING ALIVE RECONHECE PROJETOS DE PREVENÇÃO AO HIV

O Prêmio Staying Alive Dezembro de 2007 reconhecerá iniciativas de adolescentes e jovens que ajudam a difundir e divulgar informações sobre o HIV e aids. Os projetos devem, além de conscientizar e orientar para práticas sexuais seguras, trabalhar para desenvolver o protagonismo juvenil nas ações de enfretamento ao HIV/aids e eliminar o estigma e a discriminação associados ao vírus e à doença.

O que é Staying Alive

A campanha Staying Alive é uma iniciativa multimídia global de conscientização e prevenção contra o HIV e a aids. A campanha é feita a partir da realização de documentários, anúncios de utilidade pública, fóruns de jovens e conteúdo de Internet.

Tudo que é produzido pela Staying Alive pode ser veiculado pelas emissoras de televisão de todo o mundo sem nenhum custo. A proposta é levar a um público o mais amplo possível as mensagens de prevenção contra o HIV. A campanha Staying Alive é resultado de uma parceria entre a MTV Networks International, o UNICEF e diversas outras organizações.

As iniciativas premiadas receberão US$ 12 mil dólares para custear suas atividades ao longo de um ano. Esse financiamento pode ser renovado de acordo com a avaliação recebida pelos projetos.

As inscrições podem ser realizadas até o dia 1º de outubro e os vencedores serão divulgados no dia 3 de dezembro.

Informações em inglês - www.staying-alive.org/en/foundation/other_links/awards

O nome deste boletim é uma homenagem ao artigo 227 da Constituição Federal, que trata dos direitos de crianças e adolescentes brasileiros. O artigo 227 é regulamentado pelo Estatuto da Criança e do Adolescente.

Toda a legislação referente a crianças e adolescentes pode ser encontrada na biblioteca virtual do UNICEF, disponível em http://www.unicef.org.br.
Para mais informações sobre os assuntos e projetos descritos neste boletim,
ou para agendar entrevistas com os profissionais do UNICEF, entre em contato com
Pedro Ivo Alcantara - tel.: (61) 3035 1983 ou Letícia Sobreira - tel.: (61) 3035 1917